Igreja Bola de Neve tenta impedir lançamento de livro: será a tal perseguição religiosa profetizada nas Escrituras?

blog79De Vera Siqueira

Está vendo a imagem? É a capa do livro do A grande onda vai te pegar: marketing, espetáculo e ciberespaço na Bola de Neve Church, do autor Eduardo Meinberg de Albuquerque Maranhão Filho, publicado pela Fonte Editorial. O lançamento foi no dia 30 de outubro, e hoje, quando tentei comprar o livro pelo site da editora, que estranho! Não havia nenhuma citação sobre o mesmo.

Na verdade é estranho para quem não conhece os fatos. A verdade é que a igreja do Apóstolo (?) Rina resolveu entrar na justiça contra o lançamento e publicação da obra.

Antes de mais nada, precisamos fazer algumas definições.

Primeiro, a obra citada não traz a simples opinião do autor. É um trabalho acadêmico. É baseada na dissertação do autor para a obtenção do mestrado em história pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Para quem não sabe (espero que o apóstolo [?] Rina e seus advogados saibam!), um trabalho acadêmico é construído através da opinião de vários autores. Qualquer citação que se faça tem que partir de uma fonte. Tudo o que se diz nesse tipo de trabalho tem que ter uma referência, não pode ser simples invenção do autor. Há toda uma metodologia científica a ser adotada. O autor do trabalho precisa contar com um professor-orientador, e no final ainda se tem que passar pela avaliação de uma banca de professores. Ou seja, a obra de Eduardo Meinberg não é simplesmente um livrinho de historinhas gospel, mas é um trabalho acadêmico, um livro que poderá servir de base de pesquisas para outras futuras obras sobre o assunto, que poderão, a seu tempo, trazer novas luzes para o fenômeno do neopentecostalismo no Brasil.

Estrutura de um trabalho acadêmico. Quem já fez (o apóstolo [?] Rina e seus advogados acho que já fizeram!) sabe o "trabalho" em pesquisas que dá!

Estrutura de um trabalho acadêmico. Quem já fez (o apóstolo [?] Rina e seus advogados acho que já fizeram!) sabe o “trabalho” em pesquisas que dá!

Sendo um trabalho científico, uma obra acadêmica, um estudo, por que a Igreja Bola de Neve tentaria impedir que tal material chegue ao público? Qual o medo que uma obra, pautada em observações e estudos de outros autores pode trazer à denominação?

Segundo, quem é Eduardo Meinberg, o autor da perseguida obra A grande onda vai te pegar? É um espertinho que quer ganhar dinheiro investindo em livrinhos de leitura fácil gospel? As informações abaixo foram retiradas do seu Currículo Lattes (algo que o apóstolo [?] Rina e seus advogados conhecem, tenho certeza, é claro!!!):

Doutorando em História Social pela USP, mestre em História pela UDESC (2010), especialista em Marketing e Comunicação Social pela Fundação Cásper Líbero (2002), bacharel e licenciado em História pela USP (1999). Membro da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR) e do GT História das Religiões e Religiosidades da Associação Nacional de História (GTHRR/ANPUH). Integrante da comissão editorial dos periódicos: a) Revista Brasileira de História das Religiões, do GTHHR/ANPUH (ISSN 1983-2850), b) PLURA – Revista de Estudos de Religião da ABHR (ISSN 2179-0019), c) Angelus Novus – Revista dos alunos de pós-graduação em História da USP (ISSN 2179-5487) e d) História Agora – Revista de História do Tempo Presente (ISSN 1982-209X). Pesquisador do NEHO – Núcleo de Estudos em História Oral da USP, do GREPO – GP Gênero, Religião e Política da PUC/SP e do GEPP – GE Protestantismo e Pentecostalismo da PUC/SP. Tenho experiência na área de História Contemporânea, pesquisando temas relacionados a religião e religiosidades: marketing, espetáculo e ciberespaço / canção gospel / intolerância / transgeneridade, transexualidade, travestilidade / igrejas inclusivas LGBT / ateísmo e descrença / profissionais do sexo / heavy metal. No mestrado pesquisei sobre marketing, espetáculo e ciberespaço na Bola de Neve Church. No doutorado pesquiso bricolagens e trânsitos religiosos de pessoas que se definem em trânsitos de gênero. Contato: edumeinberg@gmail.com
(Texto informado pelo autor)”

Essa é só uma breve apresentação do autor da obra que, não se sabe porquê, está sendo impedida de ser vendida pela Igreja Bola de Neve. Eduardo Meinberg tem dezenas de trabalhos publicados, que podem ser acessados em seu Currículo Lattes. Se fôssemos também colocar o currículo do orientador, do pessoal da banca avaliadora, o próprio histórico da Fonte Editorial (conhecida pela publicações de obras acadêmicas cristãs), aí ninguém mais iria ler esse artigo.

Um autor com esse currículo mancharia sua reputação e história com um livrinho de contos gospel que buscasse apenas denegrir ou prejudicar quem quer que fosse, sem nenhum embasamento?

Liberdade de expressão boa é aquela que só serve para defender a gente. Se for contra a gente não vale!!!

Liberdade de expressão boa é aquela que só serve para defender a gente. Se for contra a gente não vale!!!

Terceiro, a tal da “liberdade de expressão”. É muito bonito ouvir essa expressão nas Marchas para Jesus, quando os líderes gospel e os políticos em cima do palco principal a bradam e fazem a plateia repetir, em referência à liberdade que querem para denunciar o homossexualismo. Porém, a tal “liberdade de expressão” só vale quando é favorável ao líder gospel. Esse negócio de “liberdade de expressão” para homossexuais, críticos e autores de livros acadêmicos tem que ser reprimida a qualquer custo.

Ora, o que um livro acadêmico pode trazer de tão ruim para a Igreja Bola de Neve e seu apóstolo (?) Rina, para que tenham que acionar seus advogados contra a publicação? Será que têm algo a esconder?

No dia 30 de outubro passado “quase que não foi” o lançamento do livro A grande onda vai te pegar. É que no local surgiram dois rapazes de porte bastante avantajado, seguidos de advogados, que queriam impedir o lançamento. Dias antes tinham aberto um “agravo de instrumento”, que foi INDEFERIDO pelo juiz responsável. O “agravo de instrumento” está disponível aqui. Mas, mesmo com a presença intimidante dos enviados da Bola de Neve, o lançamento ocorreu.

Uma ovelhinha cristã disse que o apóstolo (???? – ops, travou a tecla) Rina quer entrar com uma ação civil contra o autor, Eduardo Meinberg. E que está tendo culto na tal igreja com “orações fortes”, determinando a queda do “inimigo” e a vitória judicial.

Ah, mas sinceramente não acredito que eles estejam fazendo isso!!! Não acredito mesmo!!!! Eu que sou menos inteligente jamais daria um tiro no pé desses!!!

E você, o que acha?

Enfim, não temos o livro (ainda!) mas tem a tese de mestrado que deu origem ao livro, que podemos apreciar até que o livro resolva aparecer nas livrarias do país. Assim que aparecer, recomendo a compra e a leitura, pois é um assunto muito pertinente nesses dias em que vemos muitas das profecias bíblicas se cumprindo.

“Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.” – 2 Coríntios 12:10

“Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos.” – 2 Coríntios 4:9

“Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.” -; Mateus 5:10

Quando as Escrituras se cumprirem, até no Brasil teremos perseguições aos cristãos. Será que, sutilmente, já não estamos começando a viver isso?

Quando as Escrituras se cumprirem, até no Brasil teremos perseguições aos cristãos. Será que, sutilmente, já não estamos começando a viver isso?

“E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;
Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.
E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.
Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.
Mas todas estas coisas são o princípio de dores.
Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vosão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.
Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarào.
E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.
Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, entenda;
Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes;
E quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa;
E quem estiver no campo não volte atrás a buscar as suas vestes.
Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!
E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado;
Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.
E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.
Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito;
Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” – Mateus 24:4-24

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Em tempo: em visita hoje à loja física da Fonte Editorial descobrimos que o livro está esgotado. Estamos esperando nova edição. Para quem interessar possa, o site é http://www.fonteeditorial.com.br/.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Igreja Bola de Neve tenta impedir lançamento de livro: será a tal perseguição religiosa profetizada nas Escrituras?

  1. Nice disse:

    Fiquei curiosa em ler o livro,quando estiver á venda nas livrarias me conta ok?

  2. Cristiana Tramonte disse:

    Que abuso, que absurdo. Não vivemos mais na Ditadura MIlitar e temos livre direito à expressão plena. Além de tudo, como o texto pontua., trata-se de um estudo acadêmico. A tal Igreja (???) Bola de Neve deveria orgulhar-se de ter um autor tão conceituado estudando-a. ABaixo a Igreja Bola de Neve, a qual, diga-se de passagem , não tem presença alguma entre as instituições de destaque na realidade brasileira.

    • pedrasclamam disse:

      Cristina, graça e paz.
      Jesus disse: “e conhecereis a verdade e a verdade vós libertará…” Jo 8:32, é uma pena que muitos evangélicos não se deixam passar por esta liberdade que só tem sentido se vir pela verdade que esta em Cristo. Vamos continuar nossa caminhada.

      Fique na paz, grande abraço.

      Paulo Siqueira

    • pedrasclamam disse:

      A UDESC não disponibilizou toda a dissertação online, apenas o índice. Mas o último capítulo (análise da música Caia Babilônia) pode ser lido em http://www.dhi.uem.br/gtreligiao/pdf12/11.pdf.

      Fique na Paz!

      • Pedro disse:

        Receio que tenha sido o próprio autor a restringir a disponibilização da dissertação…

      • Angela disse:

        É bem provável como disse o Pedro que o próprio autor tenha solicitado à universidade a disponibilização apenas parcial do texto. É comum essa prática qdo o autor vai publicar um livro baseado no trabalho acadêmico.

      • pedrasclamam disse:

        Angela, o texto foi publicado na integra salvo algumas correções e adptações. O que temos é um abuso e censura.

        paulo siqueira

      • Pedro disse:

        Seria um bom momento pro autor liberar a dissertação… Será que o autor restringiu mesmo? Se for o caso, será que se arrepende disso no momento? Fato é que o trabalho foi desenvolvido numa universidade pública e o autor ainda foi bolsista, e essa tática – ainda mais nessa conjuntura – é mercantil e pouco democrática, retardando a livre circulação do conhecimento. É uma outra discussão, mas não menos pertinente…

      • pedrasclamam disse:

        Caro Pedro.
        O livro é resultado da dissertação, salvo algumas a correções e adaptações. Ou seja o autor já liberou seu trabalho. o que ocorreu é que a reverida igreja quer impedir o livro de ser lançado. o texto esta em domínio público na universidade de Santa Catarina a anos.

        Ou seja o que estamos vendo é um abuso e uma forma de demostrar o poder religioso que a seculos atrasa o nosso pais.

        Paulo Siqueira

      • Pedro disse:

        Paulo, eu entendi muito bem.

        O “buraco” é mais embaixo, estou apontando para o fato de que a dissertação não está disponível online – diversas outras da mesma pós e do mesmo período estão.

        Será que censuraram a disponibilização da dissertação em pdf também, ou foi um protecionismo deliberado do autor?

        Uma coisa é ter uma dissertação disponível gratuitamente na internet, outra é vender um livro e uma terceira é dizer que está em “domínio público” mas só pra quem for lá buscar.

      • pedrasclamam disse:

        Pedro, boa tarde.
        Em conversa com o autor, ele me disse que o texto esta fora do sistema online, devido ao lançamento do livro, é um pedido da editora. É assim com todo texto que é publicado. Com o tempo o texto volta a ficar disponível. Posso sitar um exemplo tenho um texto disponível aqui no blog a quase 4 anos, pretendo publica-lo ano que vem com algumas correções e alterações. Já esta disponível a bastante tempo, se eu tirar próximo a publicação alguém pode dizer que eu tirei. É mais ou menos isto que esta acontecendo. Na verdade temos que focar na essência a igreja referida assim como muitas acreditam que estão acima da ordem e das leis. O texto é um trabalho acadêmico e tem todo respaldo para ser publicado. Abaixo a censura de qualquer forma, já sofremos muito com isto.

        Abração,

        Paulo Siqueira

  3. Jacque disse:

    Olá, eu não entendi o seu ponto de vista!
    Vc é contra a igreja ter se colocado contra o livro e fala de perseguição da Igreja, mas, teoricamente, quem está perseguindo a igreja é o autor do livro!
    Tá meio estranho esse seu artigo, desculpa aê!

    • pedrasclamam disse:

      Não somos contra a igreja, somos contra a intensar de impedir uma publicação literária, pois o livro em questão é fruto de uma dissertação de mestrado em uma universidade publica. O livro trata de uma analise acadêmica sobre a igreja, foi aprovado por uma banca de doutores e esta em conformidade com leis do pais. Ou seja não justifica a censura pela igreja. estamos em um pais laico e não é possível censura.

      Paulo siqueira

  4. Márcio Pereira Filho disse:

    O que uma banca de doutores diria e aprovaria sobre Jesus?

    • pedrasclamam disse:

      Reconheceria seu Senhorio, mesmo com a decadência de muitos que se julgam apóstolos porem não seguem nem praticam a vontade Daquele é realmente salvador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s