O cão está furioso – Apóstolo (?) Agenor Duque distribui maldições para quem critica sua teologia

blog1“Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” – Mateus 5:43-48

Jesus Cristo trouxe aos judeus em seu tempo, e ao mundo, um ensinamento novo. Até então imperava o olho-por-olho-dente-por-dente, ou seja, toda a ação tinha uma reação contrária (nem sempre proporcional). Assim, por exemplo, se alguém era pego em adultério, deveria ser morto por apedrejamento (a lei de Moisés fala de punição para homens e mulheres, mas já naquela época havia o “jeitinho”, tanto que na passagem em que Jesus salva uma adúltera só ela estava ali para ser apedrejada pelos fariseus).

O novo ensinamento era “amai aos vossos inimigos”. Pense em algo completamente revolucionário! Afinal, Jesus falava para uma plateia em tempos de constantes guerras, a um povo que estava sendo oprimido pelo Império Romano e que antes já o havia sido por outras nações. Jesus falava a pessoas que tinham sua esperança de aplicação de justiça nas leis entregues a Moisés, nas quais era possível a pena de morte e a aniquilação de seus inimigos.

Amar aos inimigos não era, definitivamente, um ensinamento desejado. Nós – e eles – nutrimos desejos de vingança disfarçados em desejos de justiça. Para muitos de nós – e para os judeus da época de Jesus – assassino, estuprador, corrupto têm mais é que morrer, são gente que não presta para nada, só para tirar a paz do mundo.

Mas Jesus não pensava assim. Ele sabia que a redenção de uma alma poderia surgir até no último momento de sua vida, e a nós cabia – e cabe – o testemunho pessoal, através dos nossos atos de amor e retidão. O ladrão arrependido é a maior prova disso.

“Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” – Efésios 6:12

O vídeo abaixo, de menos de um minuto, mostra o Apóstolo (?) Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus, lançando maldições contra quem critica sua demoníaca Teologia da Prosperidade. Demoníaca sim, pois prega o contrário do que Jesus ensinava: prega o entesouramento na terra de bens materiais, o individualismo, a exaltação de líderes (quando esses deveriam ser os menores, segundo Jesus), a proibição do cristão de pensar (já que essa teologia prega obediência cega aos seus líderes).

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.” – Mateus 7:15-20

Vejam o ódio emanado por esse dito que se diz apóstolo (?) durante o vídeo. Não apenas o ódio no olhar, nos gestos, mas o ódio propriamente materializado através das tais palavras de maldição. E a propósito, se Jesus nos ensina a amar a nossos inimigos, como alguém que se diz seguidor Dele pode vir a amaldiçoa-los, a desejar-lhes o mal?

Simples: pois esse alguém não segue verdadeiramente a Jesus. Se O seguisse, teria seu homem interior transformado e não sairia amaldiçoando a torto e a direito, mas ao contrário, distribuiria bênçãos até para os que porventura lhe fazem algum mal.

Lembrem-se: pelos frutos conheceremos os falsos profetas.

Quer saber de qual árvore o galho do Apóstolo (????) Agenor Duque nasceu? Veja o vídeo abaixo, menos de 30 segundos:

O tal do Benny Hinn não passou apenas sua suposta unção para o Agenor Duque. Passou também sua falsa cristandade. E o mais triste é que muitos seguem a esses.

“E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei:
O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.
Então, acercando-se dele os seus discípulos, disseram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram?
Ele, porém, respondendo, disse: Toda a planta, que meu Pai celestial não plantou, será arrancada.
Deixai-os; são cegos condutores de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova.” – Mateus 15:10-14

Os verdadeiros cristãos são aqueles que seguem aos ensinamentos de seu Mestre e Senhor Jesus Cristo. Não são seres infalíveis, podem e vão pecar, mas o Espírito Santo que habita neles Os levará ao verdadeiro arrependimento e Os reconduzirá ao Pai. Porém, os verdadeiros cristãos amarão indiscriminadamente, pois essa é a vontade de Deus. Amarão, inclusive, aos seus maiores inimigos.

Amar e perdoar a quem quer que seja é a maior prova de que nós verdadeiramente morremos para nós mesmos, para nosso orgulho, e renascemos em Cristo Jesus.

Termino com mais um vídeo. É o relato do irmão de um dos 21 cristãos coptas decapitados pelo Estado Islâmico, em imagem que rodou o mundo. Veja a atitude de um verdadeiro cristão, de um homem verdadeiramente transformado pelo poder do Espírito Santo.

Fica a minha oração para que o Agenor Duque, o Benny Hinn e todos os falsos profetas do cristianismo em nosso tempo se arrependam enquanto há tempo.

“Ai de vós quando todos os homens de vós disserem bem, porque assim faziam seus pais aos falsos profetas.
Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam;
Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.
Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;
E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir.
E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.
E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam.
E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.
E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto.
Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.
Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.” – Lucas 6:26-36

Agenor Duque, nós abençoamos a você e toda a sua família em nome do Senhor Jesus Cristo.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

| Marcado com , , , , , , , | 1 comentário

Viagem missionária ao Acre

paulo5Na semana passada tive a oportunidade de estar em Rio Branco, no Acre, a convite da Igreja Batista Restauração. Essa viagem missionária consistia na participação em um debate aberto sobre ética cristã, com as igrejas e lideranças locais; um culto ao ar livre no centro de Rio Branco; e cultos locais na referida igreja.

Gostaria de destacar que Rio Branco tem alguns pontos pertencentes somente ao Acre. Segundo o IBGE, Rio Branco é a capital com o maior percentual de evangélicos no Brasil. Mais de cinquenta por cento da população do Acre se denominam evangélicos, um número que poderíamos exaltar, pois o objetivo é conquistar o máximo de terreno. Porém, assim como em todo o Brasil, em Rio Branco não é diferente: o percentual crescente de evangélicos não faz a diferença, pois os mesmos males que assolam as demais capitais são refletidos em Rio Branco.

Há desigualdade social, corrupção política, igrejas influenciadas pelos desvios doutrinários provocados pela teologia da prosperidade (que faz da igreja local uma igreja totalmente mercantilista, carnal e enfatizada nos sacrifícios humanos). Claro que, com suas devidas exceções, a igreja de Rio Branco é uma igreja que é diretamente influenciada pelo movimento apostólico e pelas ações do movimento celular, fazendo com que facilmente se perceba que, assim como em outros lugares, ao se conversar com crentes da cidade se perceba um descontentamento com a espiritualidade.

pauloA visita ao Acre se inicia com um debate sobre ética cristã. É preciso ressaltar que todos os líderes eclesiásticos de Rio Branco receberam convites para estar presentes no debate, que aconteceu no auditório da FAMETA. Porém, somente quatro líderes compareceram, e o mais intrigante foi saber que muitas lideranças condenaram o evento em seus púlpitos, bem como proibiram seus membros de estar presentes.

O evento recebeu ampla cobertura da mídia local, inclusive uma entrevista ao vivo foi realizada em programa local do SBT. Foi muito triste a ausência de muitos líderes, porém o debate ocorreu como deveria ser, e os presentes tiveram a oportunidade de conhecer a história do MEEB, bem como o que pensamos e como agimos.

paulo2Nesse sentido, o debate foi uma oportunidade ímpar de poder descrever a todos que todo princípio ético parte do próprio Deus, que estabelece normas e regras de vivência através da Sua soberania.

Não foram deixadas para trás as definições de ética que partem da ciência e se fundamentam no conhecimento.

A participação do público foi bastante importante, pois o debate foi transmitido ao vivo pela internet, onde todos puderam fazer perguntas e se manifestar.

Apesar da ausência de muitos líderes, acredito que o debate alcançou o seu êxito, que é o de não nos calarmos diante das constantes transformações do mundo moderno.

A Igreja Batista Restauração é uma igreja corajosa. Não é a maior na cidade em número de membros, porém seus membros ultrapassam os limites da utopia, crendo que um mundo melhor é possível através da pregação do Evangelho e do relacionamento de toda a comunidade.

As demais atividades realizadas na visita ocorreram no templo da Igreja Batista Restauração, onde tive a oportunidade de pregar e de ensinar na EBD. As mensagens tiveram como foco as cartas do Apóstolo Paulo, principalmente o texto de Romanos 12.1 e 2 Coríntios 5.17, no propósito de despertar a igreja para uma verdadeira espiritualidade, que parte da inconformidade com o mundo, principalmente com as atitudes de comportamento da igreja e seu povo, que partem de princípios de ventos de doutrinas que transformam a igreja em uma fonte de entretenimento, ao invés de uma fonte de espiritualidade, dentro de doutrinas fundamentadas em misticismo exacerbado, oriundo de fórmulas mágicas e metodologias não fundamentadas no texto bíblico.

É preciso dizer que, apesar do alto índice de evangélicos na cidade, ela também sofre pelas influências de uma teologia decadente, não influenciada pelas bases históricas e pelas essências do verdadeiro cristianismo. O povo de Rio Branco vive sob a influência da teologia pragmática americanizada, espelhada por líderes que desconhecem a prática de um cristianismo fundamentado no amor, na justiça e na vida de Jesus e de Seus verdadeiros Apóstolos.

paulo3Falar de uma verdadeira espiritualidade em uma sociedade onde a igreja é marcada pelas questões de crescimento numérico e pelos constantes atos de um misticismo exacerbado e descontrolado foi uma tarefa intrigante para mim, aperfeiçoando-me e fazendo com que eu crescesse mais ministerial e pessoalmente.

A Igreja Batista Restauração é uma igreja diferenciada, pois é pastoreada por um pastor que não teme ser confundido com as ovelhas. Ao contrário, é um homem simples, que faz do seu pastoreio um exemplo da integridade que deve haver entre um pastor e suas ovelhas. É uma igreja que se destaca por sua comunhão e por sua sede de aprender mais e mais do Evangelho, pois não foge à sua responsabilidade social e espiritual para com a cidade de Rio Branco, bem como para o Estado, pois é uma igreja missionária, que está pronta a atender o Ide de Jesus.

Quero agradecer ao irmão Rui, ao pastor Breno, bem como a cada irmão, a cada irmã que me receberam com carinho e respeito. Nossa comunhão continua, pois a obra de Deus não para. Fiquei muito feliz de saber que, mesmo em um Estado tão distante, há pessoas que não se dobraram aos deuses deste mundo e que continuam com sede do Evangelho puro e simples de Jesus, e que não temem em declarar em alta voz que o $how tem que parar.

Irmão Rui e Pastor Breno

Irmão Rui e Pastor Breno

A Deus toda a glória.

Paulo Siqueira

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

O $how do Thalles Roberto tem que parar!!!

Parte da biografia do Thalles Roberto. Ainda bem que ele deixou os holofotes do glamour e da fama para seguir a Jesus!!!

Parte da biografia do Thalles Roberto. Ainda bem que ele deixou os holofotes do glamour e da fama para seguir a Jesus!!!

Há uns 4 anos atrás surgiu, na cena gospel brasileira, um novo astro: Thalles Roberto. Chegou chegando, emplacando sucessos, ganhando troféus em premiações gospel (como se fosse possível premiar alguém por ser melhor ministro de louvor a Deus), fazendo shows e mais shows Brasil afora. E claro, ganhando muito por tudo isso.

Na biografia disponibilizada em seu site, temos:

“Eu nasci num lar financeiramente pobre, mas rico em amor e cultura musical. Meus irmãos, todos mais velhos, respiravam música e naturalmente, aos 5 anos, eu já figurava entre os solistas do coral da igreja dirigido pelo meu pai. Assim, desde muito cedo, a música se tornou parte de mim” afirma Thalles, que faz questão de salientar suas raízes e dizer que, não fosse a graça e a infinita misericórdia de Deus, talvez nem estivesse aqui para contar as maravilhas que Cristo tem feito através de sua vida.

No final da adolescência, Thalles recebeu um convite para fazer backing vocal na banda Jota Quest. “Abandonei meu trabalho como Ministro de Louvor e durante 7 anos viajei o Brasil, cantando com Jota Quest, Jamil e Uma Noites, e fazendo algumas participações especiais em shows de Ivete, Roberto Carlos, entre outros. Infelizmente, me perdi nos holofotes do glamour e da fama e acabei me afastando para caminhos bem distantes daqueles que Deus havia traçado para mim”. Thalles confessa que, apesar de ter vivido distante dos caminhos do Senhor, a semente do evangelho plantada em seu coração lá na infância, em casa e na escola dominical, permanecia viva e lhe provocava o desejo de retornar.” (Site Thalles Roberto, disponível em: <http://thallesroberto.com.br/bio>, acesso em 11 Abr. 2015 – grifo nosso)

O discurso é bonito, mas fica claro que apenas metade dele é verdade. Sim, Thalles Roberto deixou de cantar música secular com o Jota Quest, o Jamil e Uma Noites, a Ivete Sangalo, o Roberto Carlos. Porém, manteve o amor àquilo que ele disse ter sido motivo de sua perdição: os holofotes do glamour e da fama, agora não mais secular, não mais pecaminosa, mas sim gospel, santificada pela bênção apostólica (?) dos grandes e nababescos líderes evangélicos brasileiros.

Thalles e Naldo, dois que deixaram a fama e o sucesso do mundão, em busca da fama e do sucesso no mundão gospel.

Thalles e Naldo, dois que deixaram a fama e o sucesso do mundão, em busca da fama e do sucesso no mundão gospel.

Epa!!! Eu disse que metade do discurso era verdade? Permita-me aqui uma correção. Thalles Roberto deixou de cantar com os cantores citados acima, mas agora canta com um tal de Naldo Benny, outro que se diz vindo de lar evangélico e que descobriu as benesses que uma voz mais ou menos afinada, aliada a um corpo sarado e insinuante pode trazer no mundo do show business. O Thalles propagandeou aos quatro ventos ter “convertido” o Naldo, este concordou e disse que até abandonaria o funk mundano, porém a decisão durou pouquíssimo tempo. Em resumo, cantaram e gravaram juntos, ficaram na boca do povo (e estando em evidência, os artistas conseguem vender mais shows e cd’s), iludiram o povo evangélico mas isso não é problema, afinal evangélico é brasileiro e brasileiro tem memória curta mesmo.

Thalles Roberto é ungido pastor (???)

Thalles Roberto é ungido pastor (???)

Para quem não sabe, o cantor Thalles Roberto é também pastor. Sim, num certo dia o Apóstolo (?) Estevam Hernandes, da Igreja Renascer, o ungiu pastor. Agora só não me pergunte qual a igreja que o Thalles pastoreia, pois ao que parece, para ele, é muito mais importante o investimento na carreira de cantor. Pelo menos por enquanto, nela está ganhando mais. Porém, quando a fama passar e a indústria fonográfica encontrar alguém para substituí-lo, não tem problema: basta tirar do armário o terninho de pastor e continuar ganhando dinheiro vendendo a palavra de deus (em minúsculas mesmo, não foi erro de digitação, infelizmente).

Batinha do Thalles por módicos R$ 87,50. O crente tem que pagar o preço!!!

Batinha do Thalles por módicos R$ 87,50. O crente tem que pagar o preço!!!

O bom de ser ídolo é que podemos ganhar muito com isso. Um ídolo tem poder, tem influência sobre as massas, e pode, com isso, induzi-la a comprar seus produtos, a lhe dar mimos, agrados e benefícios. Não a toa, logo que começou a fazer sucesso no mundo gospel (pois, como já visto em sua biografia, no mundo musical secular ele nunca deixaria de ser um simples backing vocal de cantores famosos) Thalles Roberto se decidiu por abrir sua lojinha, onde vende produtos com sua marca, sua própria grife. Na lojinha do Thalles temos vestuário, bonés, tênis, capinhas de celular (obviamente, apenas de Galaxy SII pra cima e Iphone – crente gospel é cabeça e não cauda), óculos iguais aos que o cantor usa e claro, bonecos do Thalles. O “thalleco” é uma imitação do original, para os(as) fãs que gostariam de dormir agarradinhos ao seu ídolo, mas que não têm essa oportunidade.

Boneco do Thalleco, para colocar no lugar da boneca da Aparecida.

Boneco do Thalleco, para colocar no lugar da boneca da Aparecida.

E falando em fãs, o Thalles Roberto tem muitos. E incentiva isso, afinal são os fãs que gastam parte do seu ordenado se vestindo com a grife do cantor/(im)pastor, que compra seus cd’s e dvd’s, que vai a seus $hows (com a desculpa de que vão para louvar a Deus, mas na verdade vão mesmo é pular e suar). Como os jovens crentes não podem saracotear no show da Ivete, pois isso é pecado, o jeito é dar um rebolado gospel ungido no show do Thalles e de outros do mesmo tipo. E como os jovens (e principalmente as jovens) não podem mais gritar “Thiaguinho eu te amo” (pois esse é um cantor de pagode do mundão), num $how gospel elas podem gritar “Thalles eu te amo”, afinal o amor aqui implícito é o amor cristão, puro, casto, fraternal. Ou não?

Para o fã crente que é cabeça e não é cauda.

Para o fã crente que é cabeça e não é cauda.

Para agradar e chamar a atenção dos fãs, em certa ocasião esse Thalles participou de uma promoção, onde o ganhador iria a um dos seus shows de limousine. A coisa pegou tão mal que, aparentemente, a promoção foi cancelada. Em suma, o cantor queria transmitir a seus seguidores o gosto pelo glamour, que ele disse ter perdido em sua biografia. Só que não, é claro.

Não basta ser bíblia. Tem que ser do Thalles, e ser apostólica.

Não basta ser bíblia. Tem que ser do Thalles, e ser apostólica.

A última do Thalles é que ele, não contente em ser um ídolo gospel, resolveu também ser glorificado em uma bíblia que traz o seu nome. Na verdade, não apenas seu nome: traz, logo nas páginas iniciais, em papel especial e colorido, fotos gigantes do cantor dividindo espaço com sua biografia e coisas do tipo. Os comentários da tal bíblia são do Apóstolo (?) Estevam Hernandes. A desculpa é que é uma forma de atrair os jovens que vão pular no show dele, porém a verdade é que é mais uma forma do tal se promover (em cima do nome Santo Santo Santo de Deus), além de ganhar um bom dinheiro. Tal bíblia direcionada aos jovens, ou seja, a um público que majoritariamente não tem dinheiro, já que muitos dependem dos pais ou, quando muito, trabalham em seus primeiros empregos, ganhando muito pouco, custa módicos R$ 110,00 (!!!).

Sobre o assunto, indico a leitura da análise postada no site Genizah.

O mais triste de tudo é vermos a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) envolvida nesse tipo de coisa, nesse claro comércio da Palavra de Deus. Essa Bíblia não é para evangelizar, mas para enaltecer e enriquecer seu “dono”. Nos bastidores fala-se dos graves problemas financeiros que a SBB enfrenta, porém nada é justificativa para que se venda a Deus e à Sua Palavra. De tudo um dia daremos conta, e poderá ser tarde demais.

Enfim, quer pular, gritar, saracotear, remexer os quadris? Faça, se quiser. Só não envolva Deus nesse negócio da alma, da carne.

Exigências de camarim do Thalles. A prova de que ele canta apenas para glorificar a Deus.

Exigências de camarim do Thalles. A prova de que ele canta apenas para glorificar a Deus.

Muitos líderes evangélicos (pregadores e cantores) não têm o menor temor de Deus. Se tivessem, não usariam o Seu Santo Nome em vão, e muito menos em negociatas.

Não troque a adoração a Deus em Espírito e em Verdade por adoração a ídolos. Os ídolos perecem, e nós com eles.

Teve um aí que vendeu Jesus por 33 moedas de prata. Como teve inflação após 2000 anos, o Thalles tá vendendo por bem mais que 42 mil.

Teve um aí que vendeu Jesus por 33 moedas de prata. Como teve inflação após 2000 anos, o Thalles tá vendendo por bem mais que 42 mil.

Se fossem verdadeiramente convertidos a Deus, a Seu Evangelho, os cantores que deixam a música do mundo cantariam para Deus – só que de graça. E para se manter, arranjariam um trabalho – mesmo como músico. Porém jamais louvariam a Deus apenas em troca de gordos cachês e regalias em camarins exclusivos.

De Deus não se zomba. O tempo destes está bem próximo.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!!!

Por quanto você está comprando Jesus? (pois, se há quem o venda, é porque há quem o compre - a corrupção é uma via de mão dupla).

Por quanto você está comprando Jesus? (pois, se há quem o venda, é porque há quem o compre – a corrupção é uma via de mão dupla).

“Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar.
E não nos forniquemos, como alguns deles fizeram; e caíram num dia vinte e três mil.
E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram, e pereceram pelas serpentes.
E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.
Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos.
Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.
Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.
Portanto, meus amados, fugi da idolatria.” – 1 Coríntios 10:7-14

“Homens irmãos, convinha que se cumprisse a Escritura que o Espírito Santo predisse pela boca de Davi, acerca de Judas, que foi o guia daqueles que prenderam a Jesus;
Porque foi contado conosco e alcançou sorte neste ministério.
Ora, este adquiriu um campo com o galardão da iniquidade; e, precipitando-se, rebentou pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram.
E foi notório a todos os que habitam em Jerusalém; de maneira que na sua própria língua esse campo se chama Aceldama, isto é, Campo de Sangue.
Porque no livro dos Salmos está escrito: Fique deserta a sua habitação, E não haja quem nela habite, e: Tome outro o seu bispado.” – Atos 1:16-20

Publicado em Igreja e Sociedade | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

III Debate Teológico no Acre. Tema: Ética Cristã

No dia 3 de abril estarei em Rio Branco no Acre, participando do debate promovido pela Igreja Batista Restauração. Vai ser uma oportunidade de conhecer os irmãos e juntos caminharmos no propósito de sermos servos inúteis.

Oremos.

10986930_932179870147001_2742658834298982574_n

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | 1 comentário

Pastor ou Super-Star?


Por Daniel Clós Cesar, no Púlpito Cristão

Vejo a igreja brasileira passando por dois processos distintos. Um processo, inclusive neste blog é bastante retratado, é o inchaço que a igreja institucionalizada brasileira atravessa, fruto de uma pregação díspar ao Evangelho, pior que isso, contrária a Palavra em quase todas as suas manifestações e que distorce as Escrituras em prol da construção de impérios pessoais de líderes megalomaníacos e sedentos por fama e riqueza. Um outro processo é o inverso deste. Uma igreja que se levanta, inclusive dentro dessas mesmas instituições onde o caos espiritual se instalou, e que diz não ao paganismo gospel, o abandona e condena, e defende um retorno a um Evangelho estritamente bíblico.

No entanto, como escrevi em meu texto, Novos Reformados meio deformados, um grande número de auto-proclamados cristãos reformados, têm pregado um Evangelho tão distorcido e egocêntrico quanto aquele que se vê no decadente movimento gospel. Alguns textos, piadas (piadas pseudo-reformadas são as mais estúpidas que encontro na internet) e vídeos, são a prova final de que ali há ausência de Teologia Cristã sadia e excesso de ignorância doutrinária e estupidez humana.

Um tempo atrás, viajando a outro Estado, conheci um pastor que liderava uma pequena comunidade cristã que se apresenta como reformada. No entanto, a única coisa reformada que encontrei em sua igreja foram as instalações. Sua pregação era uma mistura de tudo e em pouco mais de uma hora de discurso (aquilo estava longe de ser uma pregação), ele falou de política, economia, moda, indicou séries de TV e até leu um texto bíblico. Contudo, sua pregação nada mais era do que um discurso do seu ponto de vista do mundo.

Isso me abriu os olhos para começar a ver e ler alguns vídeos e textos na internet, ainda que de blogs e sites auto-proclamados reformados, de uma forma um pouco diferente. Não pensando exatamente o que aquele texto queria ‘dizer’ mas o que seu autor ‘queria’ com aquele texto.

O que comecei a perceber ao ver e ler vídeos e textos em alguns blogs e nas redes sociais, é que alguns estão esperando apenas “likes” e comentários. A máxima de pregar o que a igreja quer ouvir, tão profundamente emaranhado na teologia da prosperidade, é realizada com muito sucesso também no pseudo meio reformado. São ávidos em produzirem material “polêmico”, sem nenhum argumento e que nada produz em quem lê ou vê senão ódio e revolta. Criticam outros pastores apenas baseados em uma percepção pessoal e não em fundamentação bíblica profunda. São excelentes papagaios imitadores de pregadores reformados estadunidenses vistos no Youtube, mas péssimos cristãos vistos no dia-a-dia. Chocou-me ler em um texto, um rapaz que afirmava preferir ler Mark Driscoll a John Piper, pois aquele era mais moderno que este. Não foi o gostar mais de um ou de outro pastor (preferências são naturais ao ser humano, eu tenho mesmo minhas preferencias), mas porquê sua avaliação estava fundamentada em um aspecto superficial e não bíblico ou espiritual.

Percebo também, muitos que algum tempo atrás estavam em seu momento infantil do Evangelho, e que hoje produzem textos e vídeos melhores, que aparentemente amadureceram e reorientaram sua pregação, vejam, minha crítica não é a quem faz isso na internet, eu mesmo escrevo na internet e nas redes sociais. Minha crítica é aos que tem usado isso com os mesmos objetivos dos líderes neopentecostais. Minha crítica é aqueles que insistem em um modelo que parece estar dando certo com “desigrejados”. Uma pregação pautada em uma dura crítica a sociedade cristã brasileira, mas que não avança além disso; jovens que são capazes de atacar o neopentecostalismo, mas não defender o Evangelho. São profundos em perceber os equívocos doutrinários dos tele-pastores, mas superficiais em perceber a ausência de doutrina bíblica em seus discursos e vidas.

Nós precisamos ser mais criteriosos e rígidos nas nossas definições do que é uma Teologia cristã reformada e realmente fundamentada na Palavra de Deus, ou corremos o risco de sermos acusados (se já não somos), de ser tão diferentes de Cristo quanto o movimento gospel e suas “teologias” deturpadas são.

Soli Deo Gloria. Sola Scriptura.

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | Marcado com | 1 comentário

A verdade por trás das campanhas do “milagre de Manassés” e “de Miqueias” e da “queda pelo poder” em certas igrejas ditas evangélicas

hip1

Antes de mais nada, é preciso esclarecer algumas coisas.

Eu acredito em milagres. Acredito que Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente (Hebreus 13.8), e acredito em Suas promessas para seus seguidores (Marcos 16.16-18). Creio que através de nós, Igreja, Corpo de Cristo, obras extraordinárias podem acontecer (João 14.12). Não apenas creio como sei que, Brasil e mundo afora, muitos milagres ocorrem nas igrejas evangélicas, com pessoas sendo verdadeiramente convertidas de seus maus caminhos, com a cura milagrosa de enfermidades condenadas pela medicina moderna, com o revestimento de verdadeiros cristãos com os dons e os frutos do Espírito Santo.

E por acreditar piamente em tudo isso, é que talvez esse seja um dos artigos mais difíceis de escrever. Meu coração, creiam, está despedaçado. Mas vamos lá.

Apesar de não ser novidade para ninguém, infelizmente muitas igrejas que se dizem evangélicas estão falsificando milagres, curas, conversões, unção. Para isso, estão apelando para técnicas de uma ciência antropocêntrica: a psicologia, mais especificamente a prática da hipnose. Dessa forma, conseguem falsificar a manifestação divina utilizando-se de uma ferramenta meramente humana.

O “insight”que deu origem a esse artigo veio após assistirmos, pela tv, à um dos cultos do 7o. Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil, que termina hoje aqui em São Paulo. Era o culto do (im)Pastor Jeronimo Onofre da Silveira, líder do Templo dos Anjos, que pertence à Igreja do Evangelho Quadrangular em Belo Horizonte (MG). Assistindo a esse culto (ao homem, não a Deus), presenciamos claramente a utilização de técnicas de indução e de hipnose coletiva nos 3 “milagres” ministrados pelo tal (im)pastor.

"Milagre de Miqueias" ou rapport de hipnose "mãos coladas": os "demônios" só prendem as mãos das pessoas sugestionáveis

“Milagre de Miqueias” ou rapport de hipnose “mãos coladas”: os “demônios” só prendem as mãos das pessoas sugestionáveis

O “milagre de Miqueias” baseia-se numa interpretação ao pé da letra e sem pé nem cabeça da primeira parte de Miqueias 5.12: “E exterminarei as feitiçarias da tua mão”. O versículo citado ainda contempla “e não terás adivinhadores”, e lendo-o completo já dá para entender que a palavra “mão” está em sentido figurado, mas para Jeronimo Onofre importa que “deus” lhe revelou certo dia que tal versículo amputado significaria que há demônios que ficam nas mãos das pessoas, provocando uma reação “Rei Midas” ao contrário: tudo o que a pessoa toca dá errado, apodrece, vai para trás. Esse mesmo “deus” lhe revelou também a solução do problema: o tal “milagre de Miqueias 5.12″, que consiste na expulsão do tal demônio das mãos.

Mas o pior ainda está por vir. A forma, segundo “deus” revelou a Jeronimo Onofre, do tal demônio das mãos ser descoberto é com um “truque”: as pessoas precisam entrelaçar os dedos das mãos e aquelas que não conseguirem desentrelaçá-las após um comando de voz é porque estão endemoniadas. Porém, em hipnose essa é uma forma de rapport, ou seja, uma maneira de gerar uma relação de empatia, confiança entre o hipnotizador e o hipnotizado, fazendo com que esse último se abra para os próximos comandos.

Permita-se uma pausa neste texto para assistir com atenção ao vídeo abaixo. É a ministração do “milagre de Miqueias” no 7o. Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil, com uma exposição do hipnólogo Fabio Puentes fazendo o mesmo, porém sob a denominação de rapport hipnótico:

hip3O “milagre de Manassés” ocorre depois do “milagre de Miqueias”, pois lembre-se, a técnica utilizada em nome do Miqueias é um rapport em hipnose, é o que permite descobrir quem é mais sugestionável, assim levando o (im)pastor ou hipnólogo a abordar as pessoas certas, aquelas que aceitarão as sugestões com maior facilidade, proporcionando assim um grande espetáculo no palco (ou púlpito).

Então, escolhidas as pessoas sugestionáveis, o (im)pastor pode partir para o “milagre de Manassés”, que nada mais é do que uma técnica de esquecimento, bastante comum em hipnose. O tal “deus” revelou ao Jeronimo Onofre que poderia fazer as pessoas se esquecerem do passado de sofrimento, e assim poderem levar suas novas vidas adiante. Veja o vídeo abaixo:

O uso da hipnose clínica pode ser benéfico ao ser humano, segundo alguns estudiosos. Muitos médicos e hospitais se utilizam da hipnose, especialmente como alternativa ao uso de anestesias. A Revista Superinteressante publicou em 2009 um artigo muito bom sobre hipnose, no qual relata que o Conselho Federal de Odontologia regulamentou o uso da hipnose, bastando aos dentistas um curso de 180 horas. A revista informa também que até o Hospital das Clínicas oferece a hipnoterapia como alternativa de tratamento para as dores sofridas por pacientes de câncer.

hip6Outro que apresentou técnicas de hipnose coletiva no 7o. Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil foi o (im)pastor americano Benny Hinn. No caso dele, sua especialidade é levantar a mão e fazer o público cair supostamente sob o poder do Espírito Santo. Quem dera fosse!!! Na verdade, tudo não passa de mais uma técnica de indução.

No vídeo a seguir, gravado numa edição anterior do tal congresso (mas em demonstração de poder idêntica à ocorrida neste ano), vemos Benny Hinn (a partir do minuto 3:55) utilizando-se de uma série de técnicas para conseguir, no final, o “espetáculo” da derrubada de parte da multidão.

No livro Lavagem Cerebral e Hipnose nos Cultos Protestantes, de Jaime Francisco de Moura, vemos muitas informações a respeito do (mau) uso da indução para provocar pseudo milagres divinos. Deixe-me anexar algumas informações retiradas desse livro:

Existem vários métodos para uma pessoa entrar num estado mental alterado (EMA). As consequências dessa prática ao longo do tempo não são positivas. Às vezes a pessoa passa de êxtase para terror sem motivo real. A pessoa pode sentir calor ou frio ou ter convulsões ou sentir correntes de eletricidade passar por seu corpo. Freqüentemente sente depressão quando está num estado mental normal, pois sente a ausência do efeito. A prática dessas coisas pode conduzir a uma paranoia com ansiedade, raiva, confusão ou desorientação. [p. 19]
hip4Ainda sobre o assunto, o Instituto Brasileiro de Hipnologia alerta: “Há perigos para a hipnose? – Ela pode ser realmente perigosa se aplicada indevidamente, ou seja, nas mãos de pessoa inescrupulosa ou sem cautela. Por isso exige a formação correta do profissional, o preparo e a habilitação, para lidar com psicoterapia e um bom estudo da mente e do comportamento humana. É crescente a quantidade de profissionais da saúde, educação, desportes, RH e criminalística que buscam na hipnologia a ferramenta eficiente para atender os mais diversos tipos de patologias.”
O site Gazeta Digital vai mais longe: […] “Muitos leigos e charlatões sabendo que a hipnose é um estado natural do corpo e que uma pessoa pode entrar em transe apenas com certos estímulos, se aproveitam e levam isso ao palco”, argumenta. “Essa atitude pode colocar em risco a vida das pessoas. Pois após o estado hipnótico, se o hipnotizador não tiver experiência pode deixar sequelas no hipnotizado. Um profissional responsável não faz uma cosia dessas”, critica.

Ou seja, a utilização indiscriminada da hipnose pode ser altamente prejudicial ao ser humano. Um pastor ou líder de qualquer cargo eclesiástico que se utiliza dessa técnica para simular milagres de Deus, além de blasfemar contra o divino e enganar os fiéis, ainda os coloca em grande perigo. No momento do “milagre” tudo fica bem, as curas parecem acontecer, só que as consequências de tal abominação e irresponsabilidade só vão aparecer com o passar do tempo, servindo para afastar ainda mais as pessoas de Cristo.

hip2Mas nos lembremos da forma mais básica de técnica de hipnose, utilizada desde os anos 80 por igrejas neopentecostais (como a Igreja Universal do Reino de Deus) para simular pseudo expulsões de demônios (um espetáculo que atrai público para essas igrejas e, consequentemente, aumenta-lhes sobremaneira a arrecadação através de dízimos e muitas ofertas). Moura explica:

[…] “Os pastores exibem o diabo subjugado como se fosse um animal na jaula. Primeiro: Os pastores entrevistam o demônio para identificar seu “nome”, invariavelmente uma entidade dos cultos afro-brasileiros. […] Segundo: Pergunta como ele se apossou daquela pessoa. Terceiro: Procura descobrir os males e sofrimentos que ele está provocando na vida (familiar, financeira…) da vítima. No quarto derradeiro passo, o ritual perde o caráter de talk show com o demônio. Depois de humilhá-lo, o pastor ou manipulador expulsa-o em nome e para a glória de Cristo. O que acontece na verdade, é que estes manipuladores fazem que as pessoas em transe andem de joelhos ao redor da igreja, ou batem a cabeça nos nossos pés, ou ainda que imitem cachorros, galinhas, porcos e outros animais”.

Quando o suposto demônio reluta em sair, o pastor pede a ajuda da platéia, que bate firme os pés no chão, ergue as mãos em direção ao possesso e brada “sai, sai, queima, queima”.
Qualquer pessoa de bom senso notará que, se a intenção fosse curar a pessoa, não precisaria mantê-la tanto tempo diante da platéia, sendo ridicularizada. Esta cura poderia acontecer entre o pastor e a pessoa, ou seja, entre os dois, mas parece que isto não interessa. É necessário haver um show, um espetáculo para impressionar. Curiosamente, é que muitas igrejas protestantes buscam inspiração nas religiões afro-brasileiras para apimentar seus cultos.” [p. 19-20]

O autor ainda descreve outras táticas utilizadas em certas igrejas:

cai-cai-2“1) Sobre a possessão – A maioria dos pastores empregam técnicas e truques para induzir o fiel a entrarem transe nas sessões de exorcismo.

2) Sobre a Trilha sonora – O tecladista executa melodias leves nos momentos de alusão a bênçãos divinas. Mas, quando o pastor menciona as ações do demônio e de espíritos malignos, ouve-se uma sucessão de acordes pesados, que lembram filmes de terror.

3) Sobre a Iluminação – Em muitos cultos realizados à noite, quase todos os pastores, que vi pregar, apagam as luzes principais da igreja. Envoltos na penumbra, os fiéis ficam mais sugestionáveis. Os pastores também pedem às pessoas que fechem os olhos 
4) Sobre o Roteiro – Para evocar os demônios, os pastores fazem orações repetitivas. A mente humana tende a aceitar como verdadeiras as frases proferidas sucessivamente, em tom de autoridade e num ambiente emocional.
5) Sobre a Coreografia – Os obreiros apertam e balançam a cabeça ou o corpo do fiel em movimentos circulares. A tontura e a falta de apoio no chão são fatores que induzem o transe
6) Sobre a Figuração – O burburinho das pessoas orando e gritando rebaixa os níveis de consciência de fiéis suscetíveis. Quem está no meio de uma multidão é influenciado pelas emoções dos indivíduos ao redor
7) Sobre a Sonoplastia – Em algumas igrejas, junto coma música, são reproduzidas gravações de gritos e sons de assombração. Esses ruídos estimulam o inconsciente das pessoas em transe a considerar real aquela manifestação,objetos mágicos que embalam as sessões de descarrego.” [p. 21-22]


Se formos ver biblicamente como ocorriam os milagres, era muito diferente do que vemos em certas igrejas. As curas e expulsões de demônios não aconteciam para levar entretenimento ou espetáculo à plateia, mas para levar as pessoas a reconhecerem o Filho de Deus e terem um pouco de alívio em suas tão sofridas vidas. Os milagres aconteciam de forma natural, pura, simples. Jesus e seus discípulos diziam “sai” e os demônios saíam, não sendo necessário entrevistá-los ou mesmo brincar de tira-e-põe para demonstrar poder sobre as trevas. Jesus e seus discípulos diziam “seja curado” e a doença deixava os corpos. Diziam “levanta-te e anda” e os mortos ressuscitavam.

Atualmente, em certas igrejas, o que se vê é justamente o contrário. Enquanto Jesus pedia para que não falassem aos demais sobre suas curas, os (im)pastores transformam os testemunhos em estratégia de marketing religioso. Afinal, a minha igreja cura/liberta/prospera mais do que as outras, então você tem que vir dar seu dízimo aqui porque é aqui que deus está.

frases-sobre-arrependimento-1“Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade.” – Eclesiastes 1:2

É a vaidade quem domina os corações dos (im)pastores que simulam milagres a rodo para demonstrar um poder divino que não possuem, e uma intimidade com Deus que está longe de ser verdade. Quem realmente serve a Deus O teme e jamais falsificaria um ato Seu. Esses (im)pastores não temem a Deus (pois não O vêem e não O conhecem), temendo apenas aos outros homens, e por isso precisam se afirmar através de seus ministérios, construindo catedrais maiores que as dos concorrentes e sendo mais milagreiros que os demais.

Nossa oração é para que Deus (o Verdadeiro, o Santo Santo Santo, o Justo, o Bom, o Misericordioso) possa, através de Seu Santo Espírito, levar esses e outros (im)pastores ao arrependimento, e seus seguidores possam abrir os olhos espirituais e abandonar o falso e manipulado evangelho que vivem.

Que esse Maravilhoso Deus possa apresentar Seu Verdadeiro Evangelho às pessoas, e todos possamos nos arrepender enquanto é tempo.

Que possamos ir a uma Igreja para buscar a Deus, não para buscar o espetáculo dos milagres falsificados. O Verdadeiro Deus nos disse que não precisamos nos ansiar com nada, pois se Ele veste os lírios dos campos e alimenta as aves nos céus, muito mais fará por nós, Seus filhos. Que possamos acreditar na Sua Palavra, não nos truques mágicos de homens que pensam ser alguma coisa, mas são apenas pó.

Que, apesar de tantos enganos em Seu Nome, ainda haja aqui na terra corações de servos humildes, que não buscam holofotes para si, pois destes é que vêm os verdadeiros milagres – Deus não divide Sua glória com ninguém.

“Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vo-lo tenho predito. ” – Mateus 24:24-25

“Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” – 2 Timóteo 3.13-17

Movimento pela Ética Evangélica Brasileira levando versículos bíblicos no 7o. Congresso de Avivamento Fogo para o Brasil, no Estádio do Canindé em São Paulo

Movimento pela Ética Evangélica Brasileira levando versículos bíblicos no 7o. Congresso de Avivamento Fogo para o Brasil, no Estádio do Canindé em São Paulo

meeb2

meeb3

 

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 5 Comentários

7o. Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil: falsos profetas querendo ganhar o seu dinheiro

preleitores2Por Vera Siqueira

Entre os dias 12 e 18 de fevereiro teremos, no estádio do Canindé em São Paulo, a realização do 7o. Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil. A organização, como nos demais, está a cargo do Apóstolo (?) Agenor Duque e sua Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus, uma igreja que caminha nos mesmíssimos passos da IURD, igreja de onde veio o tal apóstolo (?), Mundial, Internacional da Graça de Deus e afins (ou seja, pregação da demoníaca Teologia da Prosperidade, uso e abuso de atos proféticos e rituais de todos os tipos e presença em meios de comunicação como rádio e TV, com o fim de atrair o maior número de fiéis).

Nesse Congresso estarão diversos pastores, apóstolos (?) e doutores (??) evangélicos, além dos artistas gospel (???), que prometem um entretenimento alternativo para os fiéis, já que o evento ocorre durante o feriado prolongado de carnaval. As maiores atrações (?) são o “profeta” Benny Hinn e o “doutor” Mike Murdock, mas haverá astros gospel tupiniquins, como o pr. Marco Feliciano, o pr. Jerônimo Onofre e o pr. Youssef Akiva, os cantores Fernandinho, Robson Nascimento, Damares, Ao Cubo, André Valadão e Ludmila Feber.

A entrada para o público comum é 1 quilo de alimento não perecível. Porém, se você não quiser ficar no lugar-comum, basta desembolsar R$ 1.000,00 por cabeça e assentar-se confortavelmente na Área Vip ou no Camarote, e de quebra ainda ganha de presente uma ministração especial do Benny Hinn.

(Um conselho: se você tiver R$ 1.000,00 guardados no banco é melhor comprar direto o acesso à Área Vip. Ou você realmente acredita que conseguirá guardar esse dinheiro após tantos dias de pregação pesada da Teologia da Prosperidade, com diversas promessas de restituição 100 vezes mais para quem provar a “deus” e der seu tudo? Se é para deixar seu dinheiro no evento, pelo menos desfrute disso comprando o acesso dos chiques.)

Mas enfim, conheçamos alguns desses que estarão nesse evento.

Benny-HinnBenny Hinn

A grande estrela do Congresso é tido por alguns como um homem santo, cheio de unção, que derruba multidões com o poder do Espírito Santo e que traz mensagens diretamente Dele. Porém, como podemos conhecer se um profeta o é de verdade?

“E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o Senhor não falou?
Quando o profeta falar em nome do Senhor, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.” – Deuteronômio 18:21-22

Pois bem, um falso profeta diz falsas profecias, correto? Eis algumas profecias de Benny Hinn:

– Fidel Castro morreria nos anos 90 e Cuba seria visitada por Deus;
– Deus destruiria com fogo a comunidade homossexual dos Estados Unidos até o ano de 1995;
– Jesus Cristo em pessoa, fisicamente, apareceria num dos cultos do Benny Hinn.

Sim, Benny Hinn profetizou essas coisas. Para não deixar dúvidas, vejam os vídeos a seguir (são bem curtos):


Só esclarecendo (pois não duvido de que alguém acredite que essas profecias se realizaram): Fidel apareceu publicamente em janeiro de 2014. Pode ser que tenha morrido depois, isso não se sabe, mas com certeza não morreu nos anos 90 e Cuba continua como dantes, pois não houve a tal visitação profetizada; a comunidade homossexual dos Estados Unidos continua livre, leve, solta e viva; Jesus Cristo negaria a Sua própria Palavra se resolvesse aparecer fisicamente no culto de algum pastor antes do tempo do Fim.

Fora essas profetadas todas, dignas de um falso profeta de grosso calibre, ainda temos todos os seus ensinos heréticos. Como a lista é grande, indico o estudo no site Sola Scriptura.

E fora as profetadas e os ensinos heréticos, Benny Hinn também nos premia com suas técnicas de manipulação do público, ávido por ser derrubado pelo “ungido do senhor”. No vídeo a seguir (também de curta duração) temos inicialmente nossa ida, há 2 anos, noutra edição desse mesmo congresso. Logo em seguida, vemos as técnicas que Benny Hinn utilizou para “derrubar no espírito” uma parte dos presentes no estádio.

Após assistir a esse vídeo diga para si, sinceramente: Deus precisa usar dessas estratégias para derrubar as pessoas? E por que Deus derrubaria as pessoas? Por que Deus faria tal espetáculo?

E falando em “derrubar”, o filho do Benny Hinn foi preso dias depois do pai fazer a ministração do vídeo. O por quê? Por ter agredido um deficiente auditivo, que cometeu o terrível pecado de tentar chegar perto do papai ungidão, na esperança de o abraçar e tentar, assim, obter algum milagre.

Enfim, esse é o Benny Hinn. Mas lá vai ter outros…


hqdefaultMike Murdock

Ele se autointitula “doutor”. No Brasil, ficou conhecido por sua amizade com Silas Malafaia e suas visitas ao programa do telepastor, onde prometia sempre 3 bênçãos para quem desse altas quantias em dinheiro. Em uma das vezes, o preço era R$ 1.000,00, e em troca o fiel receberia 3 bênçãos, entre as quais unção financeira e a salvação de toda a família. Sim, você leu certo: a salvação da família, para Mike Murdock, tinha um preço – e não era o preço do sacrifício de Cristo por nós.

Em outra aparição no programa do Malafaia, Mike Murdock disse que o livro que ele estava vendendo no momento tinha a resposta para todos os problemas. Em outro, que o segredo da properidade era obedecer total e irrestritamente às instruções que ele passava. E todas as instruções passavam, necessariamente, pela necessidade do fiel “doar voluntariamente” grandes quantias preestabelecidas (R$ 1.000,00, 10.000,00) e em troca 3 bênçãos (sempre 3, e dessas sempre 1 relacionada à aquisição de riquezas) se realizariam na vida do fiel.

Benny Hinn e Morris Cerullo também usam essa técnica de 3 bênçãos em troca de uma grande oferta do fiel. Para que mudar a técnica da Teologia da Prosperidade, se está funcionando perfeitamente?


downloadMarco Feliciano

Esse pastor tupiniquim, hoje também Deputado Federal, também é da turma da Teologia da Prosperidade. Num vídeo muito triste, ele é visto cobrando a senha do cartão entregue por um fiel, afinal sem a senha o dinheiro não seria retirado e, consequentemente, o fiel não receberia a “bênção”. Logo em seguida, recebe uma oferta de R$ 1.000,00 de um cadeirante, e vai cobrando as ofertas dos demais, numa espécie de leilão financeiro gospel.

Em outro vídeo, Marco Feliciano diz que a prosperidade está no bolso ou na bolsa, e pede o que a pessoa tiver (jóias, cheques pré, cartão de crédito) para que possa conquistar as bênçãos divinas. Mas e quem não tem nada para ofertar? Que peça emprestado. Afinal, a Teologia da Prosperidade realmente funciona, pois prospera sobremaneira os líderes que a a adotam em seus ministérios.


jerc3b4nimoJerônimo Onofre

Esse líder da Igreja do Evangelho Quadrangular em Belo Horizonte é um grande especialista em Teologia da Prosperidade. Tanto é que adora fazer palestras sobre o assunto (olha o título de uma: Sete segredos para o homem ficar rico segundo a administração de Jesus), e é claramente uma das maiores inspirações do Apóstolo (?) Agenor Duque, pois as campanhas financeiras do Templo dos Anjos (singelo nome da igreja do Jerônimo Onofre da Silveira) repetem-se iguaizinhas na Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus.

Realmente esse pastor é um inovador em heresias. Se alguém se assustou ao ver um simulacro da Arca da Aliança sendo carregada na inauguração do Templo de Salomão (IURD), é porque não viu o vídeo da carreata (em cima do caminhão do Corpo de Bombeiros) pelas ruas de BH e a entrada triunfante do artefato no tal Templo dos Anjos. Fica a dúvida: como conseguiram acionar o caminhão dos Bombeiros para essa encenação de idolatria de péssima qualidade?

livros2A heresia mais recente (e espero, a última) foi a invenção do Batismo da Prosperidade. Sim, para Jerônimo Onofre e seus asseclas não basta o batismo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo: tem que ser batizado também na prosperidade (vulgo Mamom).

São tantas as heresias pregadas por esse dito pastor que é mais fácil lhe direcionar para outro link, onde há alguns vídeos, como a unção no lamaçal e no chiqueiro dos porcos e a poção mágica com 7 folhas de oliveira fritadas no azeite, que teria o poder de curar tudo. O Jerônimo é quem garante!


foto 2Yossef Akiva

Youssef Akiva é o nome de guerra gospel de mais um pastor da Teologia da Prosperidade e, como fica claro pelo nome adotado, um idólatra das tradições judaicas.

Se você ficou impressionado com a adoração da Arca da Aliança pelo pastor Jerônimo Onofre e sua igreja, como ficará ao saber que Yossef Akiva não apenas incentiva a adoração à réplicas da Arca, como também as negocia?

Durante seus cultos, esse pastor (que tentou virar Deputado no ano passado) vende, ou melhor, troca por boas ofertas, pequenas réplicas da Arca da Aliança para os fiéis, assim como outros pastores fazem o mesmo com rosa ungida, fronha ungida, sabonete ungido, etc.

Frases do Yossef Akiva retiradas do site O Grande Diálogo:

12“Agora a arca da aliança irá entrar, quando ela estiver entrando, vocês vão olhar para ela, se possível, tocar nela, e fazer um pedido, e Deus irá conceder o pedido que vocês fizerem.”

“Nesse momento eu estarei distribuindo réplicas da arca, vocês virão, só os que crêem, e irão pegar a arca com a mão direita. Levarão a arca para casa, deixarão de hoje até amanhã num lugar específico. E amanhã vocês devolverão a arca com uma oferta a Deus.”

“Eu tenho aqui réplicas de metal da arca. Quem trouxer a oferta de dez mil reais, vai ganhar de presente essa arca grande, quem trouxer a oferta de cinco mil, levará essa menor, e os que trouxerem a oferta de mil, essa outra pequena. […] e eu profetizo em nome de… (umas palavras em hebraico), que em no máximo três meses, sua vitória vai chegar.”

img_0010-copy_534424d27be2fAgenor Duque

O autointitulado Apóstolo (?) Agenor Duque é o grande anfitrião do Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil. Assim como os demais, bebe da amarga fonte da Teologia da Prosperidade e alimenta sua congregação com atos proféticos e campanhas mirabolantes. Uma rápida pesquisa na internet nos faz ver que muitas de suas campanhas são imitações idênticas de campanhas de outras igrejas de igual teor, como o Templo dos Anjos do Jerônimo Onofre.

Ao mesmo tempo em que leva seus fiéis a pensarem que ficarão ricos se aderirem – financeiramente – às campanhas propostas, esse apóstolo (?) gosta de demonstrar poder, e por isso se aproximou de Benny Hinn, um especialista em indução coletiva. Gosta de entrevistar demônios (como deve ter aprendido em seus tempos de Universal) e tem recorrido aos meios de comunicação para alavancar seu ministério.

 

gidaltiGidalti de Alencar

Parente do Jabes de Alencar da Assembleia de Deus do Bom Retiro, Gidalti é o intérprete “oficial” de Mike Murdock e Morris Cerullo nos programas que gravam para o Silas Malafaia. Provavelmente fará um bico de intérprete do Benny Hinn nesse congresso.

Como todo bom intérprete, Gidalti é um bom papagaio repetidor da Teologia da Prosperidade.

___

Essas são algumas das figurinhas que estarão ensinando no 7o. Congresso Fogo do Avivamento para o Brasil. Dá para tentar prever a qualidade das ministrações? Dá para perceber que, excetuando-se a Área Vip e os Camarotes, o povo poderá não pagar para entrar, mas de forma nenhuma sairá sem pagar? Afinal, o teor das palestras fica bem claro: dê tudo o que puder (e o que não puder também), para só então receber as bênçãos de Deus.

É sempre bom lembrar que os que estarão nesse evento se dizem evangélicos. Os evangélicos (sejam históricos, pentecostais ou neopentecostais) surgiram após uma ruptura com a Igreja Católica de séculos atrás, quando era a única igreja oficial cristã. Um dos principais motivos que motivaram essa ruptura foi que, naquela época, a Igreja Católica negociava as bênçãos e o perdão dos pecados.

O tempo passou, o mundo evoluiu (?), mas voltamos a um estado possivelmente pior ao da Igreja dos tempos de Calvino e Lutero. Hoje vendem-se bênçãos e ai daquele que denunciar esse tipo de coisa!!!

“E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados.
E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas;
E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda.
E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devorou.” – João 2:13-17

Muitos que se dizem seguidores de Cristo hoje O crucificariam, caso Ele aparecesse com seu chicote para atrapalhar um evento tão bacana como esse congresso, onde até alimento para os pobres vai ser recolhido!!!

No mundo gospel, importa mais se calar a denunciar as heresias. Só que não, não é esse o exemplo que Jesus e os Apóstolos (de verdade) nos deixaram. Ao contrário, eles e muitos outros deram suas próprias vidas por denunciarem falsos sacerdotes e defenderem a fé cristã.

Avivamento é doação de vida. Só acredito num verdadeiro avivamento da Igreja brasileira quando ver essa Igreja doando vida, trazendo transformação ao mundo ao redor.

movimento-etica-evangelica-brasileira-protestos-eventos-gospel-01

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade, Mundinho gospel | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário