Programa Entendes? – O que é ser espiritual

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | Marcado com | 1 Comentário

Pecados ocultos: o grande entrave para a ação do Espírito Santo

lobo3“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia.
Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.” – Mateus 23:27,28

Antes de iniciar esse artigo, gostaria de expressar que, por um período de tempo, exerci meu ministério pastoral na evangelização de povos marginalizados, em específico detentos, prostitutas, travestis, usuários de drogas e álcool. Um período bastante trabalhoso, que acredito me habilitou a entrar no cerne do grande obstáculo da Igreja e do Corpo de Cristo, que é o pecado oculto.

Lamentavelmente, muitos são os que vivem uma vida aparente em suas comunidades de fé.

Atualmente, uma espiritualidade plena se tornou algo até mesmo vulgar em alguns meios religiosos. A grande dificuldade dos ditos cristãos, e não é de hoje, é conciliar a vida cotidiana com a plenitude da espiritualidade segundo as Escrituras.

Tiago, no primeiro capítulo de sua carta, exorta-nos a não ser meramente ouvintes, mas também praticantes das Sagradas Escrituras.

Diante do caos urbano em que vivemos, não é difícil ver muitos cristãos exercendo, em seu cotidiano, uma vida além dos frutos do Espírito, a que Paulo se referiu em suas epístolas.

Afinal, por que muitos cristãos, por mais que frequentem uma comunidade, por mais que ouçam os sermões, não conseguem viver na prática a plenitude da Palavra?

Primeiro ponto: a vida cotidiana na metrópole é cheia de descaminhos, que nos impulsionam a viver num vício coletivo. E muitos não conseguem impor os seus valores cristãos na sua cotidianidade.

É aquele crente que no dia de trabalho não consegue exemplificar sua fé diante dos maus hábitos e do linguajar deturpado dos que estão ao seu redor. Em pouco tempo, está impregnado dos palavrões, da violência, da sensualidade e da lascívia dos que o rodeiam.

Segundo ponto: a influência cultural.

Num país como o Brasil, temos a cultura da violência, a cultura da discriminação, a cultura do racismo, o menosprezo aos mais pobres, aos mais velhos, à mulher, às crianças, aos deficientes e aos valores religiosos, educativos, políticos e a todo tipo de autoridade. Com isso, os valores cristãos se tornam mais um pequeno valor a ser reverenciado.

Se unirmos o primeiro ponto ao segundo, veremos que a realidade religiosa em muitos segmentos se perdeu diante da chamada cultura popular.

lobo1Mas o ponto central não são os que sucumbem diante dos vícios cotidianos e da cultura popular, mas sim os que aparentemente vivem uma espiritualidade plena, porém no seu interior são totalmente contrários à sua imagem exterior.

A vida moderna na metrópole dispõe aos indivíduos, através da tecnologia e seus meios virtuais, as possibilidades para que o indivíduo possa viver diferentes vidas. Muitos, diante dessa realidade, encarnam diversos personagens. Em casa, é o pai, o esposo respeitador. Na empresa, o profissional fino, recatado, respeitador. Na igreja, o líder, o membro que todos têm por referência. Porém, no trânsito, nas redes sociais, nas ruas escuras ele assume os seus reais personagens.

Esse é o reflexo dos inúmeros pedófilos, estupradores, ladrões, adúlteros, bissexuais, psicopatas e demais perversidades. Muitos são os casos de professores, médicos, dentistas, pastores, padres, policiais que são descobertos em atos jamais imaginados para a prática dessas profissões, que têm como essência a confiança.

Lamentavelmente, o ser humano tem em seu interior um lado obscuro, que muitas vezes nem mesmo os processos religiosos parecem transformar. Dentro do contexto evangélico, isso também não é diferente.

Jesus fez questão de frisar que, no contexto judaico, a prática do pecado oculto era uma realidade. No versículo citado no início, Jesus não poupa palavras para especificar que a prática do pecado oculto deteriora o ser humano de uma forma bastante abrangente, pois para viver em pecado oculto, é preciso deturpar os valores existentes, se aprofundar em uma vida de mentiras, chegando a uma hipocrisia que faz com que todos os valores interiores se deturpem.

O exemplo do sepulcro é bastante abrangente, pois deterioração interior vai levando, aos poucos, a uma vida totalmente doentia.

Para a comunidade de fé, os membros em pecado oculto são totalmente prejudiciais à estrutura, pois paralisam e impedem a ação do Espírito Santo, pois o Espírito Santo não habita em templos impuros. Igrejas nessas condições se tornam engessadas, paralisadas, sem vida. Por isso, o exemplo do sepulcro vem bem a calhar.

Lamentavelmente, em minha vida ministerial gostava muito mais de visitar presídios, casas de prostituição, do que muitas igrejas, pois no presídio eu sabia quem era quem. Uns eram ladrões, outros assassinos, outros estelionatários, etc. Porém, em muitas igrejas não é possível saber quem é quem na sua realidade, pois muitos, por já estar tomados por seus personagens, não conseguem mais tirar a máscara, mesmo estando na igreja.

lobo2Se a Igreja está dessa forma, fica fácil entender o porquê vivemos em uma sociedade onde o caráter, a honestidade, o respeito, o amor ao próximo estão tão superficiais. Lamentavelmente, muitos são os que esfriaram tanto na fé que não conseguem mais voltar ao princípio das coisas.

Muitos pregam, oram, cantam, louvam vivendo um personagem sem o menor temor do Deus vivo.

É triste. Mas a iniquidade tomou conta de muitos seres humanos, que não sabem mais o caminho de volta para uma vida às claras com Deus e Seu Espírito.

A quem quer que esteja nessa situação, a saída é:

ARREPENDA-SE! Confesse o seu pecado e deixe-o, e volte-se para Deus o quanto antes.

Deus é misericordioso e amoroso para com os contritos de coração. Mas Ele é justiça verdadeira para os que querem viver como pedras de tropeço à Sua obra.

“Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarào.
E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.” – Mateus 24:10-13

 

Publicado em igreja e cotidiano, Igreja e igreja, Igreja e Sexualidade | Marcado com , , | 2 Comentários

Botando fogo na Fogueira Santa de Israel (IURD)

maxresdefault (4)Tenho recebido notícias de pessoas que estão retirando todo o dinheiro do banco e entregando à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Não apenas dinheiro, mas estão sendo entregues casas, carros, joias, todo e qualquer bem de uma vida. Tal atitude é chamada de “sacrifício de Abraão” pelos líderes dessa denominação, e tal ato teria o poder mágico de trazer à existência os maiores milagres, sejam riquezas, sejam curas ou mesmo restauração de famílias.

Para o Bispo Edir Macedo, líder supremo da IURD, a oferta de sacrifício é tão santa quanto o próprio Jesus Cristo. Duvida que alguém que se diz cristão diria uma barbaridade dessas?

Embora abominavelmente Edir Macedo diga que sua “empreja” enfatiza os dízimos e ofertas por eles serem tão sagrados quanto a Bíblia e tão santas quanto Jesus (ANÁTEMA!!!!), tal empresário da fé falta com a verdade. E é o que pretendemos provar no decorrer deste artigo.

Depósito de todo o dinheiro da poupança de uma pessoa que acreditou na Fogueira Santa. Os dados e valores são ocultados (embora se verifique que foi da ordem das dezenas de milhares) para preservar a vítima de perseguições religiosas.

Depósito de todo o dinheiro da poupança de uma pessoa que acreditou na Fogueira Santa. Os dados e valores são ocultados (embora se verifique que foi da ordem das dezenas de milhares) para preservar a vítima de perseguições religiosas.

Umas 2 vezes por ano, a IURD promove a “Fogueira Santa de Israel”. É uma campanha na qual o fiel tem que entregar para a empreja 100% do que tiver ganho (10% do dízimo obrigatório mais 90% do sacrifício). Caso não dê tudo, é levado a crer que está enganando a Deus e aliando-se ao diabo. O mesmo ocorre se, porventura, der ouvidos a quem quiser lhe alertar sobre essa prática, o que configura a IURD automaticamente como uma seita (uma das características das seitas é fazer lavagem cerebral nos seguidores e os obrigar a não dar ouvidos a mais ninguém, sob pena de punição divina). A recompensa de deus para quem der tudo na IURD são riquezas, cura de doenças, restauração de famílias, o que o fiel quiser.

Recentemente, um vídeo viralizou na internet. Nele, o Bispo Rogerio Formigoni ordena aos fiéis que entreguem na hora seus carros, indo a pé ou de táxi para casa. Essa “prova de fé” foi tão questionada que a IURD passou a perseguir esses vídeos, tirando-os do Youtube. A versão abaixo está devidamente copiada (e os demais vídeos desse artigo também), mas seria interessante que todos os que realmente estão indignados, que venham a copiá-los e a divulgá-los também. A verdade não pode ser calada.

Mas enfim, por que realmente a IURD faz a tal Fogueira Santa? Já que nada tem de sagrada ou de santa…

Se em 2013 Edir Macedo foi citado pela Revista Forbes entre os 5 líderes evangélicos mais ricos do Brasil, em 2014 e em 2015 sua fortuna pessoal extrapolou, permitindo que fosse citado entre os maiores bilionários do Brasil, estando à frente – pasmem! – da herdeira do Banco Itaú (e banco costuma lucrar pouquinho, não é?).

Para quem não sabe, a Rede Record, comprada à custa de muitas Fogueiras Santas e, segundo denúncias de ex-membros, também com dinheiro do narcotráfico, não pertence à IURD. A emissora está em nome de Edir Macedo e sua esposa.

Mas uma emissora é pouco para os delírios de Macedo. Tanto que recentemente se propôs a comprar a Band, ou pelo menos o Canal 21. E adivinha em nome de quem ficariam tais emissoras?

Vejam o depoimento de um ex-bispo sobre como funciona a Fogueira Santa de Israel:

Como esse, há muitos depoimentos. Infelizmente, por desconhecimento bíblico muitos caem na armadilha, pois é grande a lábia dos impostores. Embora coloque o nome de Jesus Cristo na frente de suas catedrais, a IURD nada tem a ver com os ensinos cristãos. Apoia abertamente o aborto e crê num deus mordomo e extremamente mercenário, que só se move às custas de muito dinheiro.

Porém, o que Jesus realmente ensinou?

1o.) Que Ele é o sacrifício perfeito e final, não sendo necessário mais nenhum sacrifício para quem verdadeiramente O segue:

De sorte que era bem necessário que as figuras das coisas que estão no céu assim se purificassem; mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios melhores do que estes.
Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus;
Nem também para a si mesmo se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote cada ano entra no santuário com sangue alheio;
De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo.
E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,
Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.
Hebreus 9:23-28

20.) O sacrifício de Abraão, usado como desculpa para a Fogueira Santa, não se concretizou da forma como a IURD prega. Deus deu um carneiro para ser sacrificado no lugar de Isaque. E a IURD, dá o sacrifício financeiro de volta para os fiéis, conforme a Bíblia que dizem seguir?

E chegaram ao lugar que Deus lhe dissera, e edificou Abraão ali um altar e pôs em ordem a lenha, e amarrou a Isaque seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha.
E estendeu Abraão a sua mão, e tomou o cutelo para imolar o seu filho;
Mas o anjo do Senhor lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui.
Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho.
Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.
Gênesis 22:9-13

3o.) Não é de Deus o desejo de ser milionário. Essa foi uma das promessas do diabo a Jesus na tentação do deserto. Deus deseja que, em qualquer situação, estejamos gratos e fiéis a Ele, compartilhando e amando aos irmãos.

Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade,
É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,
Perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.
Mas é grande ganho a piedade com contentamento.
Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.
Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.
Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.
Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.
Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.
Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.
1 Timóteo 6:3-12

4o.) Somos chamados a ser seguidores de Cristo. E Jesus nunca foi rico, nem buscou ser. Quando precisou pagar um imposto, o dinheiro veio milagrosamente dentro de um peixe. Usou-se de um salão emprestado para a última ceia, andou de jumentinho emprestado, multiplicou pães e peixes que um menino trazia. Ora, se Jesus fosse rico e prezasse pela riqueza, porque diria que é mais fácil um camelo entrar num buraco de agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus? Por que é tão difícil um rico ser salvo, segundo Jesus Cristo, mas a IURD e outras emprejas pregam a busca de riquezas? Será para mandar mais gente para o inferno?

E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna?
E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.
Disse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho;
Honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me falta ainda?
Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me.
E o jovem, ouvindo esta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades.
Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus.
E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.
Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se?
E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.
Mateus 19:16-26

Tenho uma amiga que, anos atrás, entregou todo o dinheiro que tinha numa Fogueira Santa da vida. O milagre não veio, e ela foi indagar para o (im)pastor. Esse lhe disse que a culpa foi que, apesar de ter dado tudo, o problema tinha sido sua “pouca fé”. E graças a esse episódio, nunca mais essa amiga entrou novamente numa igreja.

Enquanto as emprejas tiverem poder político, financeiro e midiático, nada nem ninguém interferirá em suas práticas escusas (apenas Deus). Líderes religiosos continuarão enriquecendo às custas dos fiéis, sem sequer serem incomodados pela Receita Federal.

PRINT da GUARDA MUNICIPALAdendo em 17/07: ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO!!! O ex-bispo Natan Silva denunciou que a Prefeitura da cidade paulista de Indaiatuba pagaria “horas-extra” para os guardas-civis que comparecem no culto da IURD de hoje. Ora, o que tem a ver o Estado com o comparecimento a cultos religiosos? Desde quando um agente público comparecer a um culto o capacita a receber salário? A quem interessa isso (uma vez que hoje também é culto de Fogueira Santa)?

E muitos se desviarão da verdadeira fé, por achar que todas as igrejas são iguais.

Deus, por misericórdia, abre os olhos do Seu povo!

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Obs.: Dá para confiar na palavra dos “demônios”?

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Evangelho puro e simples em Santana do Parnaíba – 15 e 16 de julho

ibad

Imagem | Publicado em por | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Renascer em Cristo e suas tramoias mirabolantes para não pagar a quem deve

renasce1No último dia 02, uma notícia envolvendo a Igreja Apostólica Renascer em Cristo deixou muita gente abismada:

Igreja Renascer tem 20% do dízimo diário penhorado para pagar indenização

As doações dos fiéis às igrejas, conhecidas como dízimos, podem ser penhoradas se não houver outro meio de saldar dívidas contraídas pela instituição religiosa. O entendimento foi aplicado pela juíza Daniela Dejuste de Paula, da 21ª Vara Cível Central de São Paulo, ao determinar a penhora de 20% da receita diária da Renascer para pagar indenização de vítima de desabamento do templo, em janeiro de 2009.

Em 2012, a sentença condenou a instituição a pagar R$ 10 mil de indenização por danos morais. A Renascer recorreu e, no último dia 23, depois que a intimação para pagamento não foi atendida, a juíza concedeu a penhora de 20% da arrecadação do caixa do culto até que a indenização seja quitada. O valor atualizado da dívida é de R$ 27,5 mil.

A penhora do dízimo foi autorizada porque não há nenhum bem que garanta a execução. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, não foram encontrados valores em contas bancárias ou imóveis em nome da igreja para garantia do débito.

A juíza também determinou a nomeação de uma perita para analisar a possibilidade e administração da penhora. “Constatada a viabilidade da penhora, a perita fará jus a uma remuneração mensal correspondente a 15% do valor penhorado mensalmente, até integral satisfação do débito, entregando mensalmente o balancete do período correspondente e efetuando o depósito da quantia penhorada.”

“Fica a executada obrigada a entregar à administradora judicial todos os documentos por ela requisitados, sob pena de incidir em ato atentatório à dignidade da Justiça, com a aplicação de multa de até 20% do valor do débito, na forma do artigo 774, II, III, IV e § do CPC, sem prejuízo da adoção de outras medidas coercitivas e a caracterização do crime de desobediência”, complementou a juíza.

Ou seja, sete anos após o trágico desabamento do templo sede no bairro do Cambuci, em São Paulo, não houve pagamento de indenização para os parentes de nenhuma das nove vítimas fatais. Para ter que penhorar o dízimo, a Justiça alegou não ter encontrado nem dinheiro em contas bancárias da igreja, nem nenhum bem em seu nome.

Mas será que a Renascer não tem nenhum dinheiro mesmo? Ou será que o dinheiro e os bens estão em nome de seus dirigentes e “laranjas”?

Vejamos…

Pouco depois do desabamento do templo sede, o casal vinte gospel Apóstolo (?) Estevam Hernandes e Bispa Sônia Hernandes começaram uma campanha com seus membros para a arrecadação de dinheiro para a construção de um templo mais faraônico:

Renascer faz campanha para erguer novo templo

A Igreja Renascer em Cristo deu início a uma campanha entre os fiéis para reconstruir a sua sede em São Paulo. Foram oferecidas quatro opções de valores aos seguidores da igreja, que podem adquirir carnês a partir de R$ 15, R$ 100, R$ 500 ou R$ 1.000.

O custo aproximado do novo templo, que terá arquitetura moderna e interior luxuoso, é de R$ 10 milhões e o início das obras é esperado para este ano. Ele será levantado no mesmo endereço da igreja que desabou em 18 de janeiro, deixando nove pessoas mortas e outras 106 feridas: avenida Lins de Vasconcelos, 1108, no Cambuci (região central de SP). O projeto prevê um prédio de dois andares –mais um subsolo– com capacidade para 1.837 pessoas.

[…] Na última segunda-feira, feriado de 7 de Setembro, o casal visitou o terreno do Cambuci pela primeira vez, durante lançamento da pedra fundamental da obra. “Nós tivemos uma noite de choro, de tristeza, de dor, de faltar força para andar. Mas a manhã chegou. Esse é o início de um novo dia, estamos lançando a pedra fundamental de um espaço, de um prédio que vai ser uma marca nesse país”, disse a bispa Sônia, em evento que contou com a participação do jogador Kaká.

Passados sete anos, quem passa em frente ao número 1.108 da Av. Lins de Vasconcelos tem a mesma visão de antes: apenas a parede frontal do templo sede continua de pé. Quem pode subir nos prédios em volta, lá de cima enxerga o monte de escombros, que continua como em 2009 após a tragédia.

E fica a primeira pergunta: o que foi feito com o dinheiro (que não deve ter sido pouco) arrecadado na campanha para a reconstrução do templo? (em contas bancárias da igreja temos hoje certeza de que não está).

doacoes-vitimasAinda em 2009, a Renascer ofereceu uma conta bancária para doações para um “fundo de socorro às vítimas”. Porém, as vítimas até hoje não foram indenizadas (e não há saldo na conta, segundo investigação da Justiça).

O que aconteceu com o dinheiro das doações?

Em 2011, a Igreja Renascer foi destaque em reportagem da Revista Isto É, na qual se revela o salário, na época, dos líderes “apostólicos”:

bispa2“Quem acompanha a bispa hoje, porém, pode até acreditar que ela viva de bem com a vida, como diz o título de seu livro. Com um salário que gira em torno dos R$ 100 mil, ela continua com programas televisivos e de rádio diários, se veste com as mais exclusivas grifes e está sempre adornada com joias e relógios caros. Do apartamento triplex onde mora, em um bairro nobre na zona centro-sul da capital paulistana, ela sai pela cidade para cumprir suas obrigações de carro importado, blindado e escoltada por dois seguranças. Isso quando não usa um helicóptero avaliado em R$ 2,5 milhões para visitar seus sítios e haras no interior paulista. Mas que o observador não se engane. A riqueza que ela ostenta hoje não tem a retaguarda do começo dos anos 2000, quando a Renascer nadava de braçada no mar do crescente movimento evangélico brasileiro. “Hoje os Hernandes sangram a igreja para dar sobrevida ao padrão de vida nababesco que têm”, acusa um dissidente. Se nos anos 1990 a opulência do casal servia de chamariz para os adeptos da teologia da prosperidade, que celebra a riqueza material como uma dádiva proporcional ao fervor com que o devoto professa sua fé, hoje ela é uma ameaça à sobrevivência da instituição.”

O salário da bispa Sônia, em 2011, era em torno de cem mil reais. Relendo a primeira notícia deste artigo, um ano depois a Justiça ordenou o pagamento de apenas dez mil (ou seja, o “dízimo” do salário dos Hernandes), porém a Renascer não efetuou o pagamento e ainda recorreu da decisão.

Será que a igreja fez isso por não ter dinheiro (já que não tem saldo em contas bancárias)? Ou o fez não por má, mas por péssima fé (nos dois sentidos)?

mi_5620338784458472Ainda nessa reportagem da Revista Isto É, temos que, em 2011, a Renascer tinha cerca de 2 milhões de membros. Digamos que cada um desse apenas dez reais de dízimo (obviamente, um valor bem aquém da realidade, até pela forma “contundente” com que os líderes e pastores pedem dinheiro no púlpito). Fazendo as contas, essa igreja faturaria cerca de 20 milhões de reais por mês, totalmente livres de impostos. E continua faturando, pois o dizimista fiel continua dizimando até os dias de hoje. Mas mesmo assim, não há saldo nas contas bancárias da igreja.

Como assim?

Em 2012, os líderes da Igreja Renascer foram citados pela Revista Forbes, estando entre os cinco pastores mais ricos do Brasil. Coitadinhos, ficaram justamente em quinto lugar, perdendo para Edir Macedo, Valdemiro Santiago, Silas Malafaia e R. R. Soares. A “pequena” fortuna dos Hernandes, em 2012, estava em torno de 120 milhões de reais.

Levando-se em conta que há décadas o casal deixou seus empregos normais e enveredou para o ministério “apostólico”, como conseguiu juntar tanto dinheiro e bens em seu próprio nome? E como, ao mesmo tempo, as contas bancárias da Igreja Renascer não têm saldo?

E como não conseguiram pagar dez mil reais para uma das vítimas do desabamento do templo sede? E como não conseguiram pagar as demais vítimas?

Mas a Igreja Renascer não deve apenas a esses. Em reportagem de 2002 da Revista Época, escandalosamente verificou-se um esquema para o aluguel de templos em nome de fiéis, que acabavam tendo que arcar com o prejuízo, pois a igreja não honrava os pagamentos:

estevam-hernandesO lado sombrio da Renascer se revela a pessoas como a professora Maria Margarida Pinto Coelho, de 62 anos, de Brasília. Criada na Igreja Batista, ela conheceu a pregação dos Hernandes em 1998 e passou a freqüentar seus cultos. Fazia doações e até dava aulas como voluntária numa escola da igreja. No ano seguinte, um bispo a procurou para pedir-lhe um favor. A instituição necessitava de dois fiadores para alugar um cinema, onde instalaria um templo. “Eles precisavam de gente que tivesse imóveis em seu nome”, diz ela. Depois de muita insistência, Maria Margarida e outra fiel aceitaram de boa-fé. A professora só estranhou um pouco quando o bispo pediu que não contasse nada a ninguém, “nem para a própria família”, recorda. Em maio do ano passado ela descobriu que estava numa encrenca. Um oficial de Justiça bateu a sua porta para notificá-la de que a igreja não pagara os aluguéis. Ela, como fiadora, teria de honrar o contrato.A pendura estava em R$ 71 mil. Há alguns dias, a professora recebeu a visita de outro oficial. Ele comunicou que Maria Margarida tinha 24 horas para pagar a dívida – agora já somando R$ 260 mil -, ou perderia o apartamento. Pela lei brasileira, a casa de uma pessoa não pode ser confiscada como pagamento de dívida. A não ser quando ela é fiadora de um contrato. “Foi um choque. Nunca imaginei que minha fé pudesse ser explorada dessa maneira”, diz a professora. Érica Vieira, advogada de Maria Margarida e de outra fiel que pode ficar sem casa, recorreu da decisão e abriu uma representação criminal contra a Renascer, por estelionato. “Isso não é uma igreja, é uma quadrilha”, acusa.

Então recapitulemos: por baixo (bem por baixo), a Renascer deve receber uns 20 milhões de reais por mês de dízimos. Paga uns cem mil de salário para os Hernandes. Fora isso, não tem saldo nas contas bancárias para arcar com o pagamento de indenizações de dez mil reais e não conseguia pagar o aluguel dos próprios templos, maquiavelicamente alugados sob a fiança de fiéis.

marMas fora tudo isso, todos os anos a Igreja Renascer capitaneia uma tal “Marcha para Jesus” pelas ruas de São Paulo. Na verdade, os Hernandes são donos da marca “Marcha para Jesus”, e não duvido de que as outras cidades que a usam tenham que pagar alguma forma de royalties. Mas isso é uma suposição apenas.

Voltando, na tal “Marcha para Jesus” em São Paulo há a construção de um enorme palco, com toda a aparelhagem de luz, som e câmeras – afinal, lá por horas ocorrem shows de música gospel, além de discursos dos líderes religiosos e dos políticos que apoiam e são apoiados pelos Hernandes. Há também um desfile de trios-elétricos, seguidos pela multidão. Só nesse ano, havia cerca de onze trios, sendo que uns seis estampavam fotos do casal Hernandes – ou seja, deveriam pertencer à denominação.

O aluguel de um trio elétrico chinfrim está por volta de 200 reais por hora, ou uns 1.500 reais a diária. Um chinfrim, diga-se de passagem. Um trio elétrico top deve ser muito mais caro. Só em trios elétricos, a Renascer por baixo deve gastar uns 9 mil reais, fora todo o gasto com a estrutura do palco e do evento, além do pagamento dos profissionais que trabalham lá (não só de voluntários vivem os grandes eventos).

marchaMat1-eE para quê? Para demonstrar poder religioso e político, para dar entretenimento a alguns e para mascarar as tramoias que ocorrem em oculto, dando aparência de igreja avivada e cheia de alegria.

E ainda assim, não há saldo nas contas bancárias da igreja para sequer pagar as vítimas fatais do desabamento (nem estou falando das 106 pessoas que saíram feridas do local).

Gosto de matemática, mas sou melhor em Humanas. Mas, para mim, essa conta não se encaixa. Alguém de Exatas poderia me fornecer a equação do que acontece na contabilidade da Igreja Renascer em Cristo?

Como pagam os salários dos pastores e líderes, se não há saldo nas contas da igreja?

Onde depositam os dízimos e ofertas, se não há saldo nas contas da igreja?

Em que conta entram os dízimos e ofertas pagos na maquininha de cartão, já que as contas da igreja não têm saldo?

Como há dinheiro para pagar salário de executivos para os Hernandes, mas não há dinheiro para pagar decisões da Justiça ou mesmo para honrar com os aluguéis dos templos?

TatooRenascerSe tudo isso acontecesse numa empresa qualquer, seu proprietário seria taxado de estelionatário. Como ocorre numa instituição religiosa neopentecostal, seus proprietários são “perseguidos pelo diabo”. E o pior é que seus seguidores acreditam piamente nisso.

E olha que nem tocamos na estada “forçada” dos Hernandes nos Estados Unidos, após a tentativa de entrar no país com dinheiro escondido na Bíblia e em outros lugares…

Até quando, Senhor, farão escândalos com o Seu Santo Nome? Até quando ficaremos calados diante da profanação do Sagrado?

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

 

 

Publicado em igreja e cotidiano, Igreja e igreja, Igreja e Sociedade, Mundinho gospel | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

Marcha para Jesus em São Paulo versus Corpus Christi: diferenças e semelhanças

Dia 26 de maio de 2016 muita gente não vai trabalhar. É dia de Corpus Christi, ou Corpo de Cristo, uma festa católica que, segundo o site Significados, “tem por objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo”. É uma festa muito bonita, especialmente nas cidades do interior, onde por tradição os fiéis confeccionam pelas ruas tapetes com serragem, flores e outros materiais, espelhando passagens bíblicas e símbolos católicos. E sobre esse tapete passa a procissão, todos a pé (desde o padre ou bispo até os fiéis), contritos, em oração, alguns carregando imagens de santos conforme sua fé. No início ou no fim da procissão há uma grande missa, segundo a liturgia católica. Tudo ocorre em clima de grande respeito e temor, afinal se encontram na presença do seu Deus.

O vídeo a seguir, de menos de 2 minutos, nos dá uma ideia dessa festa:

a01Porém, na cidade de São Paulo, a partir deste ano a festa católica de Corpus Christi terá que dividir espaço com a festa evangélica da Marcha para Jesus, isso segundo uma lei sancionada pelo Governador Geraldo Alckmin na presença da cúpula da Igreja Renascer em Cristo e da bancada evangélica estadual (confira no vídeo a seguir, de 3:32 minutos):

Gostaria de destacar, nas falas deste vídeo, parte do discurso da Bispa Sônia Hernandes:

“A bancada evangélica se mobilizou. Hoje é um dia de muitas atividades aqui dentro da Assembleia, mas a bancada toda estava aqui. Glória a Deus, eu preciso falar isso para que você saiba que Jesus nos une. […]”

a02Imagino a importância de uma lei que transfere o dia da Marcha para Jesus (que nacionalmente é no primeiro sábado 60 dias após a Páscoa, segundo lei sancionada pelo então Presidente Lula em 2009 numa tentativa de se aproximar na época do eleitorado evangélico) para o mesmo dia de uma importante festividade católica! Tal lei deve ser mesmo muito importante, pois segundo a fala da Bispa Sônia (coincidentemente a maior interessada no assunto), embora houvesse muitas atividades dentro da Assembleia Legislativa de São Paulo, ainda assim a bancada evangélica largou tudo apenas para apoiar a sanção da tal lei.

E o que será que ficou “de lado”? Votações de projetos de interesse do resto da sociedade?

Bom, como o objetivo deste artigo é comparar as Marchas para Jesus com as festas de Corpus Christi, assista agora ao vídeo institucional da Marcha para Jesus no Rio de Janeiro 2015 (lembrando que neste ano não haverá esse evento na cidade maravilhosa por falta de apoio ($$$) da Prefeitura do Rio e de políticos envolvidos em corrupção):

Vê as diferenças? Com certeza, muito mais do que semelhanças.

a03Como semelhanças entre os dois eventos religiosos, temos:

  • serem eventos religiosos;
  • terem Jesus no nome do evento (Corpus Christi, a partir de agora denominado CC e Marcha para Jesus, a partir de agora denominado MJ).

a04E as diferenças?

  • No CC, os sacerdotes estão entre o povo. Na MJ, distantes do povo, em cima de trios-elétricos;
  • No CC, a caminhada se dá em clima de contrição e oração. Na MJ, a caminhada se dá em clima de festa e entretenimento;
  • No CC, ocorre no início ou no final uma celebração litúrgica. Na MJ, no final ocorre uma série de discursos de políticos e shows de música gospel;
  • No CC, não há a participação de políticos, e se há, não são expostos no púlpito, caminhando junto ao povo. Na MJ, há grande participação de políticos, com direito a discursos, e com exceção de um deputado no vídeo (que queria um corpo a corpo eleitoral), costumam estar junto com os sacerdotes em cima dos trios-elétricos, na intenção de demonstrar apoio aos evangélicos e assim conseguir seus votos;
  • a05No CC, a música é a dos louvores segundo a liturgia católica. Na MJ, os músicos são normalmente os das gravadores evangélicas patrocinadoras ou das igrejas participantes, com o intuito de entreter a plateia e apresentar seu trabalho (objetivando a venda de cd’s e de convites para shows em igrejas e outros eventos gospel);
  • No CC, existem imagens de santos católicos, de Maria e de Jesus. Na MJ, estampam os trios-elétricos grandes fotos dos líderes evangélicos e dos cantores gospel;
  • No CC, os sacerdotes católicos anseiam apenas seguir a liturgia, levando os fiéis à oração e adoração a seu Deus. Na MJ, os sacerdotes evangélicos anseiam estreitar alianças políticas, entreter o povo e arrebanhá-los para suas nababescas igrejas e demonstrar aos políticos e à sociedade seu grande poder e influência sobre a multidão que caminha atrás dos trios-elétricos.

Como se vê, há mais diferenças do que semelhanças. E o mais triste, mais diferenças negativas para a Marcha para Jesus em relação à festa de Corpus Christi.

No vídeo a seguir há outro evento, que muito se assemelha às Marchas para Jesus (menos de 2 minutos):

Se Wesley Safadão, que se diz evangélico, apenas acrescentasse a palavra “Jesus” na letra de sua música, transformaria sua performance no carnaval de Salvador num legítimo evento gospel estilo Marcha para Jesus.

Não queremos, com este artigo, incitar os evangélicos a imitar os católicos. Os cristãos devem imitar a Jesus Cristo e aos seus Apóstolos (os de verdade, não os autodenominados do nosso tempo). Porém, os evangélicos precisam reconhecer que nos falta temor e tremor de Deus. Deveríamos nos dirigir a Ele em arrependimento, contrição, súplicas e lágrimas, não com interesses políticos e financeiros, ou como forma de entretenimento e desculpa para o remelexo do corpo e da alma. Afinal, temos visto que a situação no Brasil e no mundo tem piorado dia após dia, cumprindo-se o que diz as Escrituras: que os últimos dias seriam muito maus.

1 (1)

Ao invés de pular e gritar pelo(a) cantor(a) gospel ou pelo líder evangélico, ao invés de aplaudir os políticos após seus maravilhosos discursos em nome de Jesus, que possamos nos ajoelhar e suplicar por perdão. Perdão para nós, para nossas famílias, para nossa cidade, para nosso país, para o mundo. E que possamos impactar o mundo por nossos atos de justiça, não por interditar o trânsito das cidades durante nossa micareta gospel, que deixa um grande rastro de sujeira pela cidade (pois até os evangélicos jogam lixo nas ruas, principalmente nesses grandes eventos).

4

A Marcha para Jesus não é para Jesus. É para a vaidade dos líderes que as organizam e para a demonstração do poder dos lobos sobre a multidão, vendendo esse poder (na forma de votos) aos políticos que assistem, do alto dos trios-elétricos e do palco principal, à grandiosidade do rebanho. E quanto mais público (ou seja, mais votos), mais cara é a negociação. A sanção da lei da Marcha para Jesus foi apenas uma pequena parte do pagamento pelo apoio conseguido.

marcha3 (1)

No dia 26 de Maio de 2016, às 10 horas, haverá um pequeno grupo estendendo faixas com versículos bíblicos e frases que possam, pela ação soberana do Espírito Santo, levar parte da eufórica multidão a refletir sobre o verdadeiro motivo de estar ali. Diante da multidão são mínimos, insignificantes, mas lá estarão como juízo de Deus para que, Naquele Dia, ninguém diga que não sabia.

Se você quiser e puder, venha participar conosco. Basta chegar e se ajuntar. Quanto mais pessoas, mais faixas poderão ser abertas (há muitas faixas, mas poucos são os trabalhadores).

Jesus não veio ao mundo para reivindicar o poder terreno, mas nós que nos dizemos seguidores Dele temos feito isso, às custas da ética e dos Seus ensinos. Para alcançar o poder, temos fechado os olhos para a corrupção em nosso meio, trazendo assim grande escândalo diante do mundo, que atualmente relaciona a palavra “evangélico” com mentira, corrupção e desonestidade.

Que nos arrependamos e venhamos a ser sal e luz neste mundo em trevas. Mesmo que isso signifique cortar em nossa própria carne.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!!!

UM IMPORTANTE ADENDO: No vídeo a seguir, que foi direcionado apenas para os membros da Igreja do Evangelho Quadrangular (pois, obviamente, não poderia ser transmitido nacionalmente pela tevê), Malafaia claramente diz, a partir do minuto 1:35, que os fiéis devem votar nos candidatos indicados por seus líderes religiosos:

“O seu pastor, o seu líder, a sua igreja têm orientado a você para votar em pessoas que têm a condição de se eleger”

Será que ainda lhe resta alguma dúvida de que somos manipulados, e de que as Marchas ditas para Jesus são apenas o fazendeiro mostrando o rebanho para o abate?

 

marchario

 

 

 

 

 

Publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade, Mundinho gospel | Marcado com , , , , , , , , , , | 49 Comentários

Um governo para chamar de seu

MALAFAIA1(Porque andamos por fé, e não por vista). 2 Coríntios 5:7

Este é mais um artigo onde tentarei expor meu repúdio aos atos praticados pelo sr. Silas Malafaia. Meu repúdio é pelo fato de mais uma vez ele se aproveitar do momento sócio-político do nosso país, tentando passar a imagem de que é o representante legal de todos os evangélicos do Brasil.

Vivemos dias extremamente turbulentos no que tange à nossa realidade político-econômica, e isso não é um fato novo em nossa história, como também não são novos os motivos que nos levam a esse caos. Novamente, nosso cenário político é abalado por denúncias de corrupção, pela incompetência dos atuais governantes e pelo descaso com a realidade de inúmeros brasileiros. Novamente o país é abalado por uma recessão desenfreada, produzindo uma inflação desesperadora.

Isso tudo já é um retrato velho do Brasil, retrato esse que se repete com personagens novos, porém com os danos de sempre. Nessa semana, tivemos o impeachment de mais uma governante, governante essa que teve o apoio de inúmeras lideranças evangélicas.

Por que cito inúmeras? Porque hoje os evangélicos se tornaram parte de suma importância no cenário político eleitoral. Cada evangélico representa um número importante na somatória de votos, que pode eleger certo candidato, trazendo enorme prestígio para partidos e indivíduos políticos.

Nas últimas décadas, várias lideranças tiveram seu momento de aparição dentro do cenário político, mas nenhum buscou tamanho destaque como Silas Malafaia. No Estado do Rio de Janeiro já está em evidência desde as primeiras candidaturas de Antony Garotinho, que é o mais notório dos candidatos, pois sua atuação inclui outros nomes.

Malafaia encabeça as lideranças que têm como projeto o tal “o Brasil será do Senhor Jesus”, projeto esse que visa ter um presidente da República evangélico. Para isso, Silas não tem poupado esforços, infiltrando-se nos meios políticos, buscando a todo custo interagir e aparecer como representante legal do povo evangélico.

2aypx7ijr4_6dqq6q316a_file

Desde seu apoio a Garotinho, o investimento nesse marketing político-religioso tem sido sua principal frente de trabalho. Para isso, comprou briga com os grupos LGTBs com o enredo de luta pela família e tomou a frente da Marcha para Jesus no Rio de Janeiro, transformando o evento num grande palanque para candidatos e eleitos de grande repercussão nacional.

Em meio a tudo isso, elegeu familiares a cargos públicos, bem como muitos aliados. Tornou-se amigo de políticos influentes, indo parar até mesmo na programação da Rede Globo (rede de televisão que combateu e endemonizou por muitos anos).

Não posso dizer que seus objetivos midiáticos não foram alcançados. Silas se tornou uma figura conhecida, fazendo questão de ser extravagante, arrogante, demonstrando sempre ser um camarada ambicioso, que busca o sucesso a todo custo. Com entrevistas do tipo a que deu na Revista Isto É, onde declara sua riqueza expondo um relógio de marca de alto custo, sem contar sua referência de que só usa roupas de grife estrangeira, os carros e casas de luxo. Porém, a cada sábado faz cara de choro ao mendigar ofertas dos irmãos para custear os seus programas de tv em rede nacional.

dilma58

Um ser bastante contraditório, pois em meio aos políticos, nas reuniões partidárias, se faz o dono da bola. Mas na tv se faz de um homem que necessita dos favores de muitos desconhecidos.

Silas age de forma premeditada, calculada, escolhendo a dedo seus apoios. Sabe onde quer chegar, pois sabe o quanto custa o poder. Para isso, se aliou a Eduardo Cunha e deu total apoio ao mesmo até que chegasse à presidência do Congresso Nacional, cargo esse em que fez questão de enfatizar seu apoio no palanque da Marcha para Jesus.

Porém, quando Eduardo Cunha entrou em desgraça, mediante as denúncias da Lava-Jato, Silas desconversou e até desmentiu seu apoio a Eduardo Cunha.

Silas se esquece que muitos como eu estavam presentes naquele dia na Marcha para Jesus. Nos últimos meses, Silas tem retirados os seus vídeos das redes sociais, como o vídeo onde ele critica a Igreja Universal e suas lideranças, vídeo apoiando Antony Garotinho, vídeo criticando severamente a Rede Globo e suas lideranças, vídeo criticando as metodologias modernas do universo neopentecostal e principalmente vídeos onde o mesmo critica a Teologia da Prosperidade.

O mais constrangedor de tudo é que atualmente o mesmo se contradiz de tudo pelo que um dia lutou e combateu.

Já fui severamente criticado por Silas, em decorrência de muitos outros artigos que aqui escrevi. Porém, observo que Silas se perdeu totalmente em seu referencial, no sentido das essências do verdadeiro cristianismo, pois em meio a todo o processo de impeachment, na exclusão de Eduardo Cunha como presidente do Congresso, Silas e demais autoridades eclesiásticas do universo pentecostal estiveram calados. Pouco se ouviu. Porém, com a confirmação do impeachment de Dilma, não só Silas, mas outros como Marco Feliciano apareceram como grandes apoiadores do novo governo.

Marco Feliciano aparece em um vídeo chamando o então vice-presidente de presidente e de irmão (nas últimas décadas tinha-se no cenário evangélico as suspeitas de que Temer era satanista) e desmentindo as possibilidades de Temer ser membro de religiões ocultistas.

Nessa semana, Silas Malafaia aparece no cenário, pois o então e agora presidente em exercício Temer é a bola da vez. Então Malafaia, agindo em prol de seu projeto, aparece em cena como o benfeitor dos evangélicos, orando e abençoando ao novo mandatário.

Muitos podem dizer: mas não é o certo abençoar? Sim, eu concordo. Porém é preciso avaliar todo o contexto. Temer está tomando posse em meio ao turbilhão político, onde o principal foco é que o governo está sendo tomado através de processos de um golpe, sem contar que Temer representa um conjunto de siglas partidárias, fruto de inúmeras acusações e denúncias na Lava-Jato (tanto é que o atual ministério de Temer possui 7 candidatos investigados na Lava-Jato).

A Bíblia nos orienta de que não devemos nos aliar a jugo desigual:

Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? 2 Coríntios 6:14

O mesmo Silas pede em seus programas de tv que seus críticos, antes de criticá-lo, avaliem tudo o quanto ele diz. Então, sr. Silas, não é contraditório tudo quanto o sr. tem feito em busca do poder e em relação às Sagradas Escrituras?

Silas Malafaia tem feito de tudo para ter um governo para chamar de seu, pois o mesmo quer ter o status de homem mais influente e poderoso deste país.

Creio que ele não vá parar nessa busca incessante. Porém, sr. Silas, assim como Deus usou inúmeros profetas para alertar e exortar aos reis e aos povos de Israel em seus erros, eu também te alerto:

“Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?” – Mateus 16:26

“Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu” – Apocalipse 3:17

Nos últimos anos, tenho anunciado em todo canto que a Igreja brasileira precisa voltar-se ao Evangelho puro e simples de Jesus, o Evangelho que não se alia aos poderes deste mundo; o Evangelho que não se envaidece com os tesouros deste mundo.

Silas é o pregador do triunfalismo. Chama de idiotas os que não são gananciosos e que não querem tesouros nesta terra, mas sim tesouros nos céus.

Não sei onde vai dar o governo Temer, porém de uma coisa eu sei: a Bíblia nos orienta a não barganhar a glória de Deus. E também nos orienta que a nossa esperança vem Daquele que criou os céus e a terra.

maxresdefault (2)

Que muitos tenham seus olhos abertos para as verdades que homens como Silas tentam esconder. Silas usa os evangélicos como moeda de troca e barganha com as forças políticas dispostas a pagar pelo apoio. Essa é a verdade que poucos têm a coragem de dizer.

Em meio a tantas sujeiras, falcatruas do meio político, Silas tenta fazer com que muitos acreditem que possa haver transformações. Eu creio num Evangelho transformador, transformador do caráter de cada indivíduo, mas creio numa transformação sem segundas intenções, sem a intenção de lucro e enriquecimento que saciam as vaidades e as ganâncias.

Creio num Evangelho que tenha o poder de transformar uma nação. Porém, pra que isso aconteça é preciso que esta nação se arrependa dos seus pecados. E pecado também é corrupção, omissão, hipocrisia, covardia, ganância, pecados esses que parecem que muitas lideranças evangélicas se esqueceram.

Recentemente tivemos a notícia de que o pastor Samuel Ferreira, líder da Assembleia de Deus Madureira, será ouvido pelo juiz Sergio Moro na investigação da Lava-Jato. Circula em muitos meios de que a fonte de investigação é a relação das propinas de Eduardo Cunha com as principais lideranças evangélicas.

No dito popular, onde há fumaça há fogo.E nesse caso, é fogo estranho.

Quem sabe é embaixo deste tapete que estão as respostas para os porquês de cada fortuna representativa dos grandes templos, das redes de rádio e tv, jatinhos, carros de luxo e a vida de reis que muitos levam.

Pastor aliado de Cunha será investigado pela Lava Jato

Será que o Brasil terá que passar pelos mesmos escândalos da Coreia do Sul?

Estou fazendo o meu papel de profeta, anunciando ao Cristo Ressurreto, que em breve voltará para buscar um povo zeloso, santo e com boas obras, e que não envergonha o nome do Senhor.

Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz à Igreja.

Voltemos ao Evangelho puro e simples, o $how tem que parar!

Paulo Siqueira

Publicado em igreja e cotidiano, Igreja e igreja, Igreja e Sociedade | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários