Um assalto de fé


“E crescia Jesus em Sabedoria, em estatura, e em graça diante de Deus e dos homens”
Lc 2:52

Nesta sexta-feira, dia 02 de dezembro, teremos a estreia em rede nacional do filme “Um assalto de fé”, que satiriza a realidade de muitas igrejas evangélicas brasileiras.

Um dia antes teremos, no Hotel Holiday Inn, em SP, o lançamento da ExpoCristã, onde  lideranças evangélicas estarão presentes para exaltarem os números e os índices evangélicos do país, números que financeiramente ultrapassam os bilhões de reais. Números que despertaram o interesse até de velhos inimigos, como por exemplo a própria Rede Globo, pois no dia 10 de dezembro  teremos no Rio o primeiro show “Gospel” patrocinado pela vênus platinada, show motivado pelos números e pela arrecadação financeira que envolvem os evangélicos. Ou seja, o meio evangélico está dando muito lucro e despertando a muitos.

É incrível ver a emissora, que antes era chamada de “demônio” e até “anticristo”, na boca de muitos telepastores. Agora parece ser  a “bola da vez”.

Tudo isso me deixa bastante triste, angustiado, pois não tenho 25 anos de tv, mas tenho idade suficiente para já ter vivido longos capítulos da história da igreja evangélica brasileira.

Porém, como teólogo, me resta exercer minha vocação para dizer mais uma vez que muito ainda precisa ser  feito na igreja brasileira. Temos muito a crescer e amadurecer.

Numa dessas madrugadas, na minha angústia, fiquei a meditar em Ezequiel 22. Minha angústia me vez ver nesse texto que muito da nossa realidade já havia sido denunciado pelos profetas há muito tempo.

Não é de hoje que sacerdotes sangram o povo em busca de lucro.

Não é de hoje que seres humanos usam da mentira para falar em nome de Deus.

Creio que muitos vão se revoltar com o filme, porém pelo que vemos muitas igrejas, através de seus líderes, fazerem, não faz restar outra alternativa a não ser serem satirizados pelo mundo, pois “a arte imita a vida”.

Esse é o reflexo de muitos ministérios televisivos, que em nada acrescentam à realidade brasileira.

Jesus crescia em estatura, sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens. O que estamos vendo é que muitas igrejas e seus líderes em nada crescem, a não ser em seus saldos bancários.

As armas de Cristo são pouco usadas por muitos pastores, que preferem se utilizar de arrogância (como ocorreu com um telepastor que chamou uma repórter por palavra de baixo calão), para encarar as realidades da vida.

Fico a pensar: enquanto muitos sofrem com a fome, com a violência, com a falta de saúde, saneamento básico, de vida digna, de viver ao menos em paz, muitos líderes evangélicos vivem  a exaltação de suas vaidades, de sua soberba.

Estou bastante angustiado com essa realidade que parece não ter fim ou mudar. Sei que muitos estão a lutar, porém é lamentável que muitos lutem por  seus próprios interesses, cada um no seu canto, no seu mundo, isolados, não querendo ver nem reconhecer o outro.

A igreja tem sua missão, sua responsabilidade para com o mundo. Temos que despertar as nações para que reconheçam sua humanidade, e também ao seu próximo que também é humano. Não estamos aqui para ter lucro com as coisas de Deus.

A pregação de muitos líderes em nada faz refletir sobre o sagrado, nem leva a discernir sobre o bem e mal. Tudo gira em torno do lucro da “benção”, que não humaniza, ao contrário, cria competidores, consumidores que só enxergam suas vaidades, transformando o sagrado em profano. Temos pessoas passando semanas, meses, anos dentro de uma igreja e nada sabendo de Deus, da sua grandeza, do seu amor, da sua justiça. Em muitas igrejas nem sequer a bíblia se lê, pois muitos líderes dizem ser a boca de Deus. Palavras como ética, amor ao próximo, santificação, espiritualidade, lealdade, caráter, honestidade, perdão, louvor, se perderam em meio a sermões que nada acrescentam à formação de um caráter cristão.

Basta uma boa oferta financeira, uma boa dose de determinismo ou a pose de uma relíquia ou objeto sagrado que o desafio está feito. É só aguardar com fé, que em breve receberá cem vezes mais. Isso chega a doer na alma, pois sermões são preparados sem exegese, sem hermenêutica, sem zelo nenhum com a Palavra. Tudo é em nome da fé, porém nada é feito como a própria bíblia manda. Há ainda os que se autodeterminam como pastores, bispos, apóstolos, criando uma atmosfera de sagrado, porém em nada têm apoio bíblico. Com isso, tudo vai ladeira abaixo: louvor, pregação, ofertas, tudo toma sentido da materialidade.

Ninguém enxerga o outro, tudo só tem sentido se for adquirido, é uma exacerbação do Eu. Igrejas que através de seus atos não produzem humanização. As palavras de ordem são: poder, vitória, vencer, ter, conquistar, esmagar, não importando como ou qual a forma, o importante é conquistar a benção. Com tudo isso, o ser humano se torna um objeto de manipulação nas mãos de muitos líderes que só enxergam essas multidões de “almas” como sua forma de ascensão social ou enriquecimento. Com isso, temos a desumanização que vemos no cotidiano, onde a vida parece não ter mais sentido. Isso é comprovado pelos altos índices de atropelamentos seguidos de mortes, linchamentos, homicídios cada vez mais cruéis praticados por pais, por filhos.

O que dizer do número de crianças lançadas ao lixo pelas próprias mães, sem remorso algum?

O que dizer dos políticos que mentem de forma vergonhosa, depois vão se sentar em muitos púlpitos, onde recebem todo tipo de bajulações?

A justiça se converteu em impunidade, o amor em desumanização, e muitos desses se sentam em muitos bancos de igreja e nada ouvem que podem transformar suas vidas. E isso vai influenciar na formulação de leis, pois o sistema jurídico e político é formado por representantes da sociedade, e que sociedade é essa que está sendo formada, com a contribuição dos teólogos da prosperidade???

Querendo ou não, tudo gira numa luta de classes, pois a mensagem central da teologia da prosperidade é: saia da sua vidinha medíocre e pobre e vença na vida, pois você é filho/a do dono do mundo, tudo aqui lhe pertence.

Assim, como toda loteria, não se conta que somente alguns vão alcançar a vitória prometida, e com isso muitos são os que “não tem fé” para alcançar as bênçãos prometidas. Quantos e quantos frustrados, machucados, esmagados por saberem que terão que sofrer na vida, pois por mais que se esforcem não possuem fé para serem abençoados por Deus!

Não contaram que o Deus da bíblia amou este mundo de tal forma que entregou Seu único filho em amor de muitos, que o preço já está pago.

Quanta mentira, quanta manipulação, tudo pelos tesouros dessa terra…

Precisamos unir forças para que o Brasil e o mundo saibam que nessa nação existem homens e mulheres que não se dobram ao Deus desse mundo.

O mundo precisa saber que muitos não querem ter lucros com a pregação do verdadeiro Evangelho de Cristo.

Que esse filme faça a muitos refletirem que a realidade precisa ser mudada, que o sistema precisa mudar. Não dá mais para assistir em rede nacional pessoas pagando os “carnês da benção”, enquanto telepastores compram fazendas, andam  com carros de luxo, helicópteros, cercados de seguranças; vivem como reis em suas mansões em Alphaville, com o dinheiro tirado da boca de muitos cidadãos que são enganados com um evangelho fruto de estelionato, não inspirado, com interpretações fraudulentas, distorcidas, longe da realidade.

Chega!!! Que Deus abra os olhos do povo brasileiro para o verdadeiro Evangelho.

“Disse Jesus:

… Ide, e fazei discípulos de todas as nações…” Mt 28:19-20

Porém:

Muitos são os que  pregam o Evangelho para obter

“LUCRO” Ez 22:26-27

 “VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES: O $HOW TEM QUE PARAR”

 Paulo Siqueira

Anúncios
Esse post foi publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

11 respostas para Um assalto de fé

  1. Josemar PM disse:

    Enquanto tiver lucro o $how não para… logo veremos o Estevam fazendo as pazes com a Globo…

  2. Paulo disse:

    Para Bens, está é a realidade. Mas um Dia eles eataram diante de Deus e vão prestar contas

  3. Eddy disse:

    1ºTim;06:1012
    Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.
    Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.
    Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.
    Paulo já alertava o jovem Pastor Timoteo, sobre este perigo; ( Amar o dinheiro, mais que a Deus).

  4. Laudinei disse:

    O filme denuncia a malandragem gospel?
    Se o objetivo do filme não for generalizar e colocar os seguidores de Jesus no mesmo balaio, junto com os mercenários de plantão , devemos apoiar o filme.
    Sugiro que marquemos um dia para assistirmos o filme juntos, com nossas camisetas pedindo a volta ao evangelho puro e simples , mostrando que não concordamos com os picaretas, que não somos religiosos alienados e que cremos num evangelho de verdade.

  5. Antonio disse:

    É lamentável por ser uma sátira, porém reflete o resultado da tal “obra” tão difundida nos púlpitos e nas televisões para rebanhos espiritualmente cegos, porque caso contrário, perceberiam que não há respaldo bíblico para inserirmos a construções de templos como uma das missões da igreja. Mas aqueles que servem ao Senhor em espírito e em verdade, buscam fazer a vontade de Deus realizando obras relatadas em Tg2:14-18; ou ainda; 1Jo3:17 , e dessa forma produzindo o fruto do espírito que é o amor, alegria, benegnidade, longanimidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio; e não esse “fruto” que o mundo verá satirizado em filme.
    No capítulo 10 do livro de João, Jesus diz ser o bom pastor, onde Ele conhece as ovelhas, e elas Lhe conhecem, diz ainda que elas conhecem a sua voz; mas de modo nenhum seguirão o estranho; antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.
    É através de um estudo honesto do evangelho que nos capacitamos à ouvir a voz do Senhor, fora isso, o povo continuará dando ouvidos a ventos de doutrinas ditas por estranhos.

    VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES. O $HOW TEM QUE PARAR.

    • pedrasclamam disse:

      Querido Antonio, Graça e Paz.
      Amém meu irmão, vamos continuar a ardua tarefa de ir em rumo contrario ao mundo.

      Grande abraço,

      Paulo Siqueira

  6. Mauro disse:

    Ainda não assisti o filme, sou cristão, congrego como igreja em uma denominação evangélica, mas não sou cego e nem considero uma atitude cristã tapar o sol com a peneira, pois a bíblia não omitiu o pecado de Davi e de nenhum outro. Não é um filme que escandaliza o povo evangélico, mas a atitude de muitos líderes evangélicos de hoje. Famosa lei da semeadura e da colheita….estamos colhendo o que vem sendo plantado. Precisamos deixar de ser evangélicos e nos tornamos cristãos, não apenas em palavras, mas também em atitudes, pois a fé sem obras* é morta….não adianta apenas falar que eu tenho fé, eu preciso viver e me comportar conforme eu digo que creio e crescer de fé em fé. Vamos tirar a trave dos nossos olhos!!! Deus abençoe a todos!!! A Deus seja toda a Glória!!!

    VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES DE JESUS!!!!! EU APOIO!!!!MUITOS AINDA CONTINUAM PREGANDO JESUS, SÓ QUE COM MARTELOS E PREGOS, AO INVÉZ DE ANUNCIAR AS BOAS NOVAS E A GRAÇA DA SALVAÇÃO.

    *: Para mim obras neste contexto=atitudes, comportamento, demostração de que realmente cremos e não apenas pregamos.

  7. Luís disse:

    Lamentavelmente para a Igreja a atitude como a do sr. malacriado e a de tantos outros líderes que só estão pensando em seus ventres é muito ruim, pois o amigo, o vizinho ou o estranho que não professa a mesma fé, infelizmente generaliza e só consegue enxergar que todos não prestam ou os seguidores do líder sem vergonha são tudo otário. Já ouvi muito essa expressão de companheiros de trabalho.

  8. Fernando Marin disse:

    Meus aplausos! É bom quando vemos a verdade sendo dita de forma corajosa e dentro dos preceitos do cristianismo. Parabéns!
    Pr Fernando Marin

    • pedrasclamam disse:

      Pr Fernando, Graça e Paz.
      Toda honra e toda gloria é do Senhor meu amado irmão, oremos ao Senhor da seara que envie obreiros para a “verdadeira obra”.
      Agradeço o carinho e respeito,
      Um grande abraço

      Paulo Siqueira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s