Malafaia protege pastores ladrões e depois censura quem divulga suas palavras

blog47Por Vera Siqueira

Há algumas semanas foi notícia nos principais portais da internet um vídeo de uma das pregações do Pr. Silas Malafaia, onde o pregador diz que não se pode tocar num “ungido do Senhor” sob pena da pessoa morrer. Como exemplo, disse que se o fiel tiver um pastor ladrão jamais deve denunciá-lo, no máximo sair da igreja dele e deixar que Deus faça a obra. Nesses poucos minutos da pregação ainda houve o tradicional espaço para o xingamento de quem critica a teologia pregada por esse pastor: “uns idiotas, imbecis, recalcados” etc.

O pior (sério, o poço parece que não tem fundo) é que, vendo a péssima repercussão que esse vídeo trouxe à sua imagem, Malafaia resolveu CENSURÁ-LO no Youtube. Todos os que tinham tal vídeo tiveram seus canais censurados, por exemplo o Ákel do site Eu Quero Uma Igreja e o 40Rodes. Abaixo, os vídeos nos canais deles, onde denunciam a censura:


Ou seja, muito em breve, talvez hoje, ou amanhã, o vídeo que disponibilizamos acima será também CENSURADO pelo pastor que gosta de dizer que luta pela “liberdade de expressão” dos evangélicos para falar mal de quem não é da panelinha gospel, no atual caso os homossexuais.

Pois é, liberdade de expressão é muito bom quando é para a gente, principalmente quando é para a gente falar mal dos outros, chamar os críticos de nossa teologia de imbecis, idiotas, recalcados, manés, filhos do diabo, invejosos e afins (ou seja, desqualificar pessoas quando essas mesmas pessoas estão apenas criticando nossa ideologia – maneira bem infantil para se tentar ter razão quando não se tem razão nenhuma). Agora, liberdade de expressão para quem pensa diferente de nós? NUNQUINHA!!! “Bora” censurar o Youtube e o que mais vier pela frente!!!

Abaixo o link do mesmo vídeo pelo site Vimeo – que por enquanto não sofre a censura malafaiana. Foi feito pelo João Weiser, mais um que foi censurado no Youtube. É uma opção que deve ser repassada para o maior número possível de pessoas:

Denúncia feita, agora vamos à discussão teológica sobre a tese defendida pelo Malafaia (já sabendo que, em resposta, seremos taxados de imbecis, idiotas, manés, filhos do diabo, recalcados, invejosos e outros adjetivos próprios daqueles que não têm meios de defender dignamente suas ideias):

A julgar pelo Malafaia, os pastores são o grupo mais privilegiado da população brasileira, talvez do mundo inteiro. Sim, pois pela tese malafaiana do “não toqueis no ungido do Senhor” ninguém pode, em hipótese alguma, fazer nada contra um pastor ou líder eclesiástico, sob pena de ser condenado à morte prematura por “deus”. Não importa se o pastor é ladrão, assassino, estuprador, pedófilo, traficante de drogas, polígamo: ainda assim, ninguém pode sequer denunciar um pastor.

Os trabalhadores podem ser denunciados e podem pagar por seus erros, segundo a justiça terrena. Os empresários também, embora contem com ótimos advogados que conseguem, muitas vezes, a absolvição ou pelo menos protelar ao máximo o cumprimento da pena. Os políticos também, mesmo tendo os mesmos advogados dos empresários. Os juízes, policiais e qualquer outro grupo que faça parte da população brasileira é suscetível a ter seus desvios denunciados e sofrer – ou não – as consequências por seus atos aqui na Terra.

Mas, segundo o Malafaia, os pastores estão acima dos trabalhadores, acima dos políticos, acima dos juízes, acima dos policiais, acima dos empresários, acima até da Presidente da República. Afinal, todos são passíveis de terem seus erros denunciados, apenas os pastores não. Em caso de denúncia, mesmo que o pastor seja culpado quem o denunciou terá sua sentença decretada pelo “deus” do Malafaia: morte em poucos dias.

É incrível ouvir um pastor que se diz um conhecedor da Bíblia dizer uma falácia dessas. Em várias passagens da Bíblia vemos os profetas denunciando os sacerdotes do seu tempo. Só vou colocar uma dessas muitas passagens:

“Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens buscar a lei porque ele é o mensageiro do Senhor dos Exércitos. Mas vós vos desviastes do caminho; a muitos fizestes tropeçar na lei; corrompestes a aliança de Levi, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso também eu vos fiz desprezíveis, e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei.” – Malaquias 2:7-9 (a escolha do profeta foi proposital)

“Ah – alguém vai dizer – quem disse foi Deus!” Sim, foi Deus, mas através da voz de quem? De um homem, no caso o Malaquias. Se Malafaia vivesse nesse tempo, chamaria o Malaquias e qualquer outro profeta de “idiota, imbecil, mané, recalcado” e de “condenado à morte por tocar no ungido do Senhor”.

blog48Da mesma forma que Deus usou Malaquias e tantos homens e mulheres (e até uma mula!), Deus usa nos dias de hoje homens, mulheres e o que mais Ele quiser para TAMBÉM denunciar os lobos travestidos de cordeiros, que estão infiltrados nas igrejas e usando de cargos eclesiásticos para ensinar heresias e para roubar o rebanho e a Deus.

No Antigo Testamento, o Espírito Santo era privilégio de alguns poucos, que assumiam as funções sacerdotais e de profecia. Já após o advento de Cristo, segundo a Bíblia:

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;
Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.” – 1 Pedro 2:9-10

O Espírito Santo desceu sobre todos aqueles e aquelas que aceitam, de todo o coração, a Jesus Cristo como seu suficiente Senhor e salvador. Assim, todos, TODOS esses são morada do Espírito Santo, são ungidos do Senhor. Olha o que Jesus disse que qualquer que cresse em Seu nome poderá fazer:

“Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porãoas mãos sobre os enfermos, e os curarão.” –
Marcos 16:16-18

Vejam que Jesus não diz: quem for pastor e ungido de Deus, disse quem crer. Infelizmente – para o Malafaia – ser pastor ou líder eclesiástico não torna ninguém, segundo a Bíblia, melhor ou mais privilegiado do que os outros. Ao contrário, olha como Jesus vê os pastores e os líderes eclesiásticos em relação ao rebanho:

“O maior dentre vós será vosso servo.”Mateus 23:11

Há alguns anos publicamos um estudo sobre a falsa doutrina do “não toqueis no ungido do senhor”. Clique aqui.

Até quando os evangélicos se permitirão ser enganados por falsos doutores das leis bíblicas, que manipulam vergonhosamente versículos e passagens bíblicas para corromper as mentes ao seu próprio interesse? O Malafaia é pastor, e ele tenta demonstrar que jamais alguém deve se levantar contra um pastor, não importa o que seja dele descoberto. O que Malafaia e outros de sua turma têm a esconder, para que esse líder venha a ameaçar de morte aos que ousarem se levantar contra um líder eclesiástico gospel?

Que Deus possa abrir os olhos do Seu povo.

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Por favor, copie o vídeo e o repasse ao maior número possível de pessoas. Caso perceba que tiraram nosso vídeo do ar, por favor, nos avise por comentário ou email.

Esse post foi publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Malafaia protege pastores ladrões e depois censura quem divulga suas palavras

  1. Lucas Colúcio disse:

    O vídeo não está…

    • pedrasclamam disse:

      Com certeza mais uma vez o vídeo foi bloqueado. É vergonhoso o este cidadão esta fazendo em nome da fé, ele deseja que a mentira vença, cabe a cada um de nos não deixar que o mal vença.

      Fique na paz.

      Paulo

      • edison disse:

        Amigo já parou para pensar nesse versículo abaixo:
        Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Mateus 7: 22 e 23
        TRISTE….

  2. edison disse:

    Boa tarde, infelizmente o “profeta” é reflexo do povo que lhe segue, escrito em Oséias 4:9- ‘ Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e castigá-lo-ei segundo os seus caminhos, e dar-lhe-ei a recompensa das suas obras’. Tenho acompanhado e lido os artigos aqui postado sendo que todos existem fundamentos bíblicos, é de suma importância examinarmos as escrituras, como Cristo nos advertiu em Mateus 22:29 ‘ Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.’, comentando um pouco sobre o texto a Igreja (nós), submisso a homens reconhecemos sua autoridade apostólica, porém não quer dizer que devemos receber as ministrações vindas do líder como forma infalível, por isso Cristo nos adverte sobre o conhecer as escrituras.
    Para finalizar, deixo texto de Gálatas 1:8, dito por Paulo – Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Vamos examinar as escrituras e realmente ver o que Cristo nos ensinou.
    Graça e Paz da parte de nosso Senhor Jesus.

    • pedrasclamam disse:

      Caro Edilson, graça e paz.
      Lamentavelmente a referencia para muitos lideres evangélicos não é mais a palavra de Deus. As ameaças, o amedrontamento, as mentiras, as falsas promessas, tudo nos leva a ter a certeza, muitos nada sabem sobre a palavra. Buscamos fazer tudo conforme a palavra, porem é preciso saber que estamos lutando contra seres que desprezam a palavra de Deus, só A usam como fonte de lucro e acesso ao poder. Prossigamos para o alvo. A Cristo toda honra toda gloria.

      Fique na paz.

      Paulo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s