A política e a corrupção dos que se dizem evangélicos: o diabo tem muitos filhos por aí

Agora que a canoa está virando, os ratos começam a saltar para fora.

Agora que a canoa está virando, os ratos começam a saltar para fora.

“Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” – João 8:44

O cristão é aquele que segue os ensinamentos de Jesus Cristo, e em Seus ensinos sempre se cobrou o amor a Deus acima de todas as coisas, a honestidade, o morrer para si em prol do próximo, o não entesourar riquezas, compartilhando-as com os necessitados, a busca por mudanças positivas em nossa sociedade (ser “sal e luz”). Porém, a cada dia vemos, no Brasil, o quão distante estão o discurso e a prática cristã.

Sim, somos milhões de evangélicos e outros milhões de católicos, maioria absoluta da população se diz cristã, mas…

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus intermediou o recebimento de pelo menos R$ 250 mil em propinas ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em 2012. A acusação foi feita pela PGR (Procuradoria Geral da República) e está na denúncia feita nesta quinta-feira (20) contra Cunha ao STF (Supremo Tribunal Federal). O dinheiro seria referente a propina do esquema investigado pela operação Lava Jato.

A PGR denunciou Eduardo Cunha e prefeita da cidade fluminense de Rio Bonito, Solange Almeida (PMDB), por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de ter pedido e aceitado o pagamento de US$ 5 milhões em propinas referentes a contratos da Samsung com a Petrobras.

De acordo com a denúncia da PGR, Fernando Soares orientou o lobista Júlio Camargo, responsável pelo pagamento de propinas a Eduardo Cunha, para que ele efetuasse o pagamento de R$ 250 mil a deputado por meio de depósitos feitos na conta da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

“Soares teria alertado que pessoas dessa igreja iriam entrar em contato com o declarante [Júlio Camargo].Representantes da igreja procuraram Júlio Camargo e informaram os dados bancários da Igreja Evangélica Assembleia de Deus,” diz o texto.

Depois desse contato, empresas de fachada operadas por Júlio Camargo teriam feito três depósitos na conta da Igreja no dia 31 de agosto de 2012. Segundo a denúncia, a justificativa dada pelas empresas para os depósitos foi “pagamento a fornecedores”.

A PGR diz que “não há dúvidas” de que as transferências foram feitas por indicação de Cunha e para o pagamento de parte dos US$ 5 milhões em propina que teria pedido a Júlio Camargo.

Ainda de acordo com a PGR, a ligação entre Eduardo Cunha e líderes da Igreja Evangélica Assembleia de Deus é “notória”. Cunha é declaradamente evangélico.

“O diretor da referida Igreja perante a Receita Federal é Samuel Cássio Ferreira, irmão de Abner Ferreira, pastor da Igreja Assembleia de Deus Madureira, no Rio de Janeiro, que o denunciado [Cunha] frequenta”, afirmou.” (Uol Notícias)

Nos últimos anos temos visto um movimento das maiores denominações evangélicas, que fazem um grande trabalho junto a seus fiéis com o fim de eleger políticos que os represente nas esferas legislativa e executiva. Tal estratégia tem alcançado sucesso, tanto que existe uma “bancada evangélica” na Câmara dos Deputados. Essa bancada, se seguisse os princípios de Jesus, seria conhecida por promover a justiça, defender a vida e o direito dos cidadãos, por trazer projetos para coibir a corrupção em todos os níveis do governo e para a diminuição da desigualdade social no país. Porém, nossa “bancada evangélica” é conhecida por sua truculência, por sua perseguição ao inimigo número um dos evangélicos (os “malditos e monstruosos pecadores homossexuais” ), por seus projetos pífios e inócuos (mudança de nomes de ruas para homenagear líderes gospel, invenção de datas comemorativas como o dia da mulher do pastor ou o dia do levita, defesa dos interesses das denominações que os elegeram, mesmo que em detrimento do resto da sociedade). Um ou outro projeto dessa bancada se salva, mas não deveria ser o contrário (a grande maioria dos projetos retratarem o Mestre)?

“O lobista Júlio Camargo, delator da Operação Lava Jato, relatou aos procuradores que conduzem as investigações de políticos envolvidos no esquema que não mencionou a pressão sofrida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para pagamento de propina por medo das retaliações que o parlamentar poderia fazer à sua família ou empresas. “Eu tenho medo do deputado Eduardo Cunha”, disse o delator, em depoimento prestado à Procuradoria-Geral da República (PGR) em junho.

Os três depoimentos de Camargo o grupo de trabalho do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, permaneciam em sigilo até hoje, e serviram de fundamento para o oferecimento de denúncia contra o peemedebista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. “Estamos tratando da terceira pessoa mais importante do País e de uma pessoa agressiva quando quer alcançar seus objetivos”, disse Camargo aos procuradores.” (Estadão – Blog do Fausto Macedo)

Beatriz Catta Preta, ex-advogada de nove delatores da Operação Lava Jato, disse em entrevista exibida nesta quinta-feira (30) no “Jornal Nacional”, da TV Globo, que um de seus clientes, o empresário da Toyo Setal Júlio Camargo, tinha “medo de chegar” ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em suas delações.

Beatriz, que deixou os casos envolvendo a Lava Jato no último dia 22 e foiconvocada a depor na CPI da Petrobras, também afirmou que está deixando a profissão após receber “ameaças veladas” de integrantes da CPI. “Vamos dizer que aumentou essa pressão, essa tentativa de intimidação a mim e à minha família. Vem dos integrantes da CPI que votaram a favor da minha convocação”, disse, sem citar nomes.

 

[…] “O deputado Eduardo Cunha é conhecido como uma pessoa agressiva, mas confesso que comigo foi extremamente amistoso, dizendo que ele não tinha nada pessoal contra mim, mas que havia um débito meu com o Fernando e que ele era merecedor de US$ 5 milhões”, afirmou Camargo em seu segundo depoimento.” (Uol Notícias)

É muito triste ver a corrupção dentro das igrejas ditas cristãs. É muito triste ver líderes, que dizem seguir a Cristo, envolvidos em episódios de corrupção, escandalizando o Santo Nome de Jesus. É claro que um ou outro pode ser acusado injustamente. Mas infelizmente muitos têm se rendido ao suave chamado de Mamom.

“Diante das acusações dos delatores, o peemedebista resolveu retaliar o governo. Comunicou sua decisão ao vice-presidente da República e principal articulador do governo, Michel Temer, e ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que lhe teria dito que o país vive uma crise institucional. Desde o começo desta semana, Cunha tem dito a aliados que espera a formalização de uma denúncia da Procuradoria-Geral da República, com comentários sobre retaliação nos bastidores. Ele avalia a mudança de postura de Camargo, que até então o havia manido fora de suas acusações, a uma interferência do governo em “conluio” com a PGR.

“Não há mais volta. A partir de hoje, minhas relações com o governo estão rompidas”, disse Cunha, segundo a revista Época. Já apuração da Folha de S.Paulo dá conta de que Cunha admite a aliados que pode se “ferrar”, mas que o governo sofrerá as consequências. “Guerra é guerra”, teria dito o deputado, reservadamente. “Vou explodir o governo”, avisa Cunha, nos bastidores, segundo o blog do jornalista Josias de Souza, hospedado no Portal UOL.” (Congresso em Foco)

[nota da blogueira: lendo a frase em vermelho dá para sentir uma sutil admissão de culpa?]

Mas no mundo gospel tudo se resolve. Se o líder fulano ou beltrano for pego em grave escândalo, das duas uma: ou se joga tudo para debaixo do tapete, ou se busca desvencilhar a imagem da dele. No caso que estamos estudando nesse artigo (um em meio a muitos outros!!!), um famoso pastor disse que nunca apoiou o deputado acusado de corrupção. Porém, basta dar uma rápida pesquisada na internet para se descobrir que isso não é verdade.

E só lembrando, quem é o pai da mentira mesmo?

Para o Malafaia, os blogueiros e sites apologéticos são "filhos do diabo". Mas quem é que anda mentindo?

Para o Malafaia, os blogueiros e sites apologéticos são “filhos do diabo”. Mas quem é que anda mentindo, para desvincular sua imagem à de um acusado de corrupção?

“A bancada evangélica naturalmente tem muito mais afinidade comigo pelo fato de eu fazer parte dela, de eu defender a vida e a família. Sabem que sou contra o aborto. Defesa da vida e da família, essa é a minha posição”, disse Cunha, que em 2010 apresentou projeto de lei que criminaliza a discriminação contra heterossexuais.

Nesta semana, quem entrou em campo pedindo votos para Cunha foi o pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

Ele disse que resolveu se manifestar após o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), defensor das causas LGBT na Câmara, dizer em entrevista publicada pelo jornal carioca “O Dia” no último domingo, dia 11, que “não tem santo que me faça votar em Eduardo Cunha”.

“Como eu tenho posições radicais contra o que ele (Wyllys) tem de ideologia, onde ele se manifesta ideologicamente com força, eu me manifesto ao contrário”, disse Malafaia.

“Se algum deputado evangélico (estava) em dúvida, caiu no colo do Cunha”, afirmou o pastor. Malafaia calcula que elegeu cerca de 20 deputados, mas acredita que sua influência na bancada vai além.

Além de conversar com seus deputados, Malafaia designou o deputado recém-eleito Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) para acompanhar Cunha e fazer a ponte entre o candidato e aqueles que integrarão a bancada evangélica a partir de fevereiro.

Pastor da Assembleia de Deus, Cavalcante também foi diretor de eventos da Associação Vitória em Cristo, de Malafaia.” (Revista Exame)

A melhor forma de quebrar uma estrutura é de dentro para fora. Assim, o mundo se infiltrou em boa parte das igrejas para, de dentro, implodi-las. Mas a destruição não é como nossos olhos humanos enxergam. Para nós, essas igrejas são as que mais crescem, com templos cada vez mais grandiosos e luxuosos, com seus líderes cada vez mais ricos e famosos, alguns até com caros programas de televisão (que visam não evangelizar, mas aumentar o número de membros, e assim, de arrecadação e lucros). Para o mundo, o sinal do sucesso é ter poder, grandiosidade, riqueza, fama.

Mas para Deus é o contrário. A grande marca do sucesso espiritual podemos ver claramente em Jesus, nos profetas, nos apóstolos, nos pais da Igreja, nos mártires. O sucesso espiritual trouxe a marca do fracasso segundo os padrões do mundo. Jesus e seus apóstolos não construíram grandes templos, não ficaram milionários, não desfrutaram dos prazeres deste mundo e nem comeram do melhor desta terra. Ao contrário, foram perseguidos, ultrajados, humilhados em sua fé. Muitos tiveram mortes degradantes, mortes como criminosos, julgados pelos poderes de sua época e condenados à torturas e crucificação, apedrejamento, mutilação, alguns foram serrados ao meio, outros queimados na fogueira. Mais atualmente temos visto verdadeiros cristãos sendo mortos por defenderem sua fé em países que rejeitam totalmente o Evangelho de Cristo.

Esses não estão preocupados em defender sua denominação. Esses não estão preocupados em angariar recursos para seu próprio enriquecimento (bradado depois de cima do púlpito como um triste testemunho, como se fosse obra de Deus e não maracutaias humanas). Esses não estão preocupados em arrecadar milhões para a construção de templos suntuosos, que glorificam não a Deus, mas sim aos donos dos templos. Esses não estão preocupados em influenciar politicamente uma nação.

A preocupação desses é seguir Àquele que é digno de todo o louvor e de toda a glória, mesmo que isso lhes custe a própria vida.

Arrependamo-nos enquanto é tempo. Arrependamo-nos dos pecados cometidos, e arrependamo-nos de seguir os falsos Cristos e falsos profetas. Arrependamo-nos enquanto é tempo.

Que Deus permita que, apesar de tantos escândalos demoníacos, muitos possam continuar a crer que há verdadeiros homens e mulheres de Deus, e que lutar pelo Evangelho vale a pena.

Que os verdadeiros cristãos entendam que as trevas não se misturam com a luz. Assim, não se pode apoiar a corrupção de uns para que esses ajudem a derrubar um governo também considerado corrupto. Deus não precisa de corruptos para fazer Sua Justiça, embora possa usar-se deles. Porém, não nos compete fazer vistas grossas à iniquidade para que nosso desejo seja realizado.

O verdadeiro cristão, assim como Cristo nos ensinou, repudia toda a forma de corrupção e de injustiça. Mesmo que isso preveja que cortemos na própria carne. Afinal,

“Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.
Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!
Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno.
E, se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno.
Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus.
Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido.” – Mateus 18:6-11

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Esse post foi publicado em Igreja e Sociedade, Mundinho gospel e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A política e a corrupção dos que se dizem evangélicos: o diabo tem muitos filhos por aí

  1. Sebastião disse:

    É nojenta esta idolatria ao dinheiro que existe nesta Assembléia do dinheiro. Quando as pessoas que sustentam estes criminosos estelionatários vão acordar e ver que o único deus que estes hipócritas adoram é o $$$$$? Mas Pedro advertiu quanto aos falsos doutores: Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos os seguirão nas suas desordens e serão deste modo a causa de o caminho da verdade ser caluniado.
    Movidos por cobiça, eles vos hão de explorar por palavras cheias de astúcia. Há muito tempo a condenação os ameaça, e a sua ruína não dorme (2 Pedro, 2; 1-4).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s