“É business”, diz Malafaia sobre feira evangélica da Globo

blog39Reportagem do jornal Folha de São Paulo:

ANNA VIRGINIA BALLOUSSIER EDITORA-ASSISTENTE DA sãopaulo

“Para nos adaptar pro padrão Globo vai ser difícil… Igual a Dilma com padrão Fifa!”

Mais de cem pastores riem com o comentário do colega Jabes Alencar, líder da Assembleia de Deus Bom Retiro e presidente do CPESP (Conselho de Pastores do Estado de São Paulo).

“Plim-plim!”, alguém da plateia imita o bordão da rede nacional. Estamos no auditório do Expo Center Norte, no café da manhã para pastores que abriu a primeira feira evangélica organizada pelas Organizações Globo, a FIC (Feira Internacional Cristã).

Silas Malafaia

Na entrevista com Marília Gabriela, Malafaia atacou o que chama de “ativismo gay”

“Aqui não tem negócio de amiguinho, é business, é um mercado de 50 milhões de pessoas. Eles são uma empresa, estão de olho nisso”, diz à sãopaulo o pastor Silas Malafaia, que pregou por mais de meia hora para colegas evangélicos.

Mafalaia e Alencar, amigos de longa data, são alguns dos líderes a quem a Globo recorreu para bater na porta do segmento gospel –o bispo Robson Rodovalho (Sara Nossa Terra) e o apóstolo Estevam Hernandes (Renascer) também estavam presentes.

A FIC espera reunir cem mil visitantes de hoje a sábado (20), com ingressos a R$ 15.

No meio, é encarada como substituta da ExpoCristã (feira tradicional cancelada em maio, após 11 edições). Quem organiza o evento é a empresa de entretenimento da Globo, a Geo Eventos.

blog40‘NÃO COÇA NUNCA!’

Em sua pregação, Malafaia se apresentou como “o cara que evangelizou Jece Valadão”; disse ter recebido em suas igrejas no Rio o ator Mauricio Mattar e o jogador Fred, do Fluminense; e provocou outros líderes evangélicos ao pedir o dízimo em nome do conselho paulista de pastores. “O bolso do cara não coça nunca!”

A aproximação com a Globo foi comemorada por Malafaia. Ele lembrou que, em recente gravação para o programa “Na Moral”, “o próprio [Pedro] Bial” teria ressaltado que evangélicos podem ser a maioria da população em 2020.

De acordo com o IBGE, entre 2000 e 2010, a proporção de católicos no Brasil caiu de 74% para 64,6%, enquanto a percentagem de evangélicos saltou de 15% para 21%.

Antes de descer para a feira, os pastores cantaram o hino nacional, aplaudiram um vídeo institucional em que eram oferecidos “frutos inimagináveis aos cristãos” e receberam promessas de sorteios para uma TV de 42 polegadas, dois smartphones, uma Bíblia da editora de Silas Malafaia (“fale de tudo, de pornografia a filho rebelde”) e uma viagem para a Disney.

A FIC traz um cardápio bem servido de produtos para o segmento. Lá você encontra “climatizadores evaporativos” para igrejas; “saias cristãs” (com modelagens diversas e abaixo do joelho) desenhadas pela ex-surfista Mara Jager, da grife Quinta da Glória; e oportunidade de comprar e vender ações pela internet oferecidas pela corretora de investimentos Rico.com.vc (que não é evangélica).

Há, ainda, camisetas com estampas que fazem brincadeira com Facebook (“Lifebook: Deus quer incluir você em seu livro… você curtiu?”), Coca-Cola (“Pecado Zero: viva o lado santificado da vida”) e o chocolate Prestígio (“Jesus Cristo: quem anda com ele tem prestígio”).

O prato principal são discos como o do senador Magno Malta (PR-ES), que faz “samba para adorar”, e o nicho editorial. Na Mundo Cristão, estavam à venda por R$ 29,90 o livro “A Vida por uma Causa”, dedicado à ex-senadora Marina Silva, e “As 25 Leis Bíblicas do Sucesso” –com prefácio de Eike Batista, atualmente às voltas com a quebra de suas empresas, ensinando como conseguir “sucesso profissional”.

Nossos comentários:

1) As igrejas evangélicas têm que se adaptar ao padrão Globo? O padrão Globo é o padrão “sal e luz”? Não deveria ser o contrário, com as igrejas modificando o mundo, e não o mundo modificando as igrejas?

2) Malafaia diz que não tem negócio de amiguinho, que tudo ali é business. Como Jesus via o business com as coisas e o nome de Deus? “E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas” – Mateus 21-12

3) Foi pedido um “dízimo” para os pastores que participaram do tal café. Quem foi pensando que ia comer de graça caiu do cavalo.

4) Tinha cerca de cem pastores lá. Muito, mas muito menos que em outras inaugurações da Expocristã. Já houve a participação de 4 mil pastores nesses eventos. Isso mostra claramente que muitos, muitos pastores e líderes sérios estão tendo seus olhos abertos e estão se afastando dessa corja de salteadores.

5) Fiquei um dia pensando em mil coisas para escrever, mas só digo que, como cristã, estou profundamente envergonhada, entristecida, chateada, frustrada, com o coração ardendo em brasas. A Babilônia chegou e é aqui, e seus sacerdotes se banquetearam na inauguração da FIC e continuarão se banqueteando com o sangue, suor e lágrimas das ovelhas que, cegas e ignorantes, insistem em segui-los. Afinal, Jesus é business.

6) A minha esperança é a que Deus nos traz em Sua Palavra: em breve tempo Seu cálice será derramado, Seu juízo prevalecerá e a corja se arrependerá amargamente por ter desviado dos Seus caminhos a tantos e tantos incautos.

blog41

Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

Anúncios
Esse post foi publicado em Igreja e igreja, Igreja e Sociedade, Mundinho gospel e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s