Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará

Nessa semana, mediante o caos que assola os Estados de Alagoas e Pernambuco, em meio a muitas reportagens mostradas pela mídia televisiva, uma frase me soou em destaque, dita por uma senhora:

“Deus se esqueceu de nós!!!”

Mediante o caos e a dor proporcionados pela destruição, muitas perguntas ficam no ar, e o clamor popular faz com que as essências da alma aflorem. Porém, analisando de forma mais apurada, observamos que as cidades atingidas pelas enchentes possuem características semelhantes: cidades pequenas, formadas por agricultores, com pequena economia, totalmente dependentes das suas capitais. Algumas possuem um turismo fluente, porém são cidades politicamente desprezíveis. Suas estruturas de esgoto, água potável, creches, escolas são aquelas que sempre soubemos da realidade do nordeste brasileiro.

Essas regiões atingidas formam um grande complexo de barragens e represas, utilizadas pelos governos estaduais no intuito de fornecimento de energia. Em outras palavras, essa região tem como estrutura as bases das grandes promessas políticas. Fala-se em castigo de Deus, porém o problema em sua essência está na falta de saneamento básico e investimentos sociais e de infraestrutura em regiões desprovidas de humanização e luta pela dignidade humana, regiões que recebem destaque em suas festas juninas ou no período eleitoral, porém, sem destaque através de sua realidade. Mesmo tendo como vizinha a cidade de nascimento do nosso presidente, essas regiões são esquecidas no cenário nacional.

Nós, como servos e servas de Deus, devemos destacar que o nosso Deus é o mesmo de ontem, hoje e o será eternamente. O que não muda é a ganância, a busca desenfreada pelo poder pessoal, que invade a alma de muitos homens e mulheres em busca de saciar suas vaidades.

Novamente, temos em território nacional uma catástrofe que ceifa vidas inocentes, vítimas de um sistema político ganancioso e covarde, que não pode passar despercebido aos olhos daqueles que servem a um Deus vivo, que tem em Sua forma essencial o amor ao mundo que Ele criou. No Gênesis, temos a descrição de que a terra era sem forma e vazia, porém o Espírito de Deus pairava sobre as águas.

O mesmo Espírito ainda paira, com Sua Graça e Amor. Cabe aos proclamadores do Evangelho puro e simples não deixar passar despercebido que o sistema político brasileiro ainda falha em proporcionar vida digna aos pobres de norte a sul desse país, pois as catástrofes brasileiras, atribuídas às chuvas e intempéries, têm como fundo de verdade o descaso social, que tem na corrupção a sua grande realidade.

Precisamos repensar a distribuição de renda, de terras, educação, saúde, saneamento básico. Num país comom o Brasil, com grande extensão territorial, com diferentes realidades deve ter o seu foco na luta pela dignidade humana. Isso é a grande tarefa da Igreja evangélica brasileira. Essa é a essência da Igreja: a luta pelos fracos e a denúncia dos verdadeiros males que assolam a vida humana.

Muito mais do que mantimentos, os nordestinos assolados por mais esse desastre necessitam das nossas orações, consolações, mas também precisam ter seus olhos abertos para não serem vítimas mortais de um sistema político caótico, covarde, desumano. Socorrer essas vidas, dar dignidade a homens, mulheres e crianças, com certeza custa muito menos que suprir as vaidades e as ganâncias do sistema político brasileiro.

Voltemos ao Evangelho puro e simples.

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará

  1. vc. ñ está só, conte comigo…. voltemos ao evangelho puro e simples

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s