Um outro olhar: Marcha pra Jesus? Pra Jesus mesmo?


Responda isso para Deus:
-Você participaria da marcha se invés de pular axé atrás de trio elétrico a proposta fosse sair pelas ruas, favelas, hospitais e presídios falando de Jesus?Abrindo a Bíblia e pregando o evangelho,entregando panfletos de casa em casa? Orando com (e não epenas pelas) almas perdidas? Esta não seria a verdadeira marcha para Jesus?

Segundo pesquisei, a marcha pra Jesus nasceu em 1987 na cidade de Londres, na Inglaterra, e foi fundada pelo pastor Roger Forster, pelo cantor e compositor Graham Kendrick, Gerald Coates e Lynn Green, portanto não é invenção brasileira.

Foi trazida pela primeira vez ao Brasil pela Igreja Renascer e aos poucos foi tomando cada vez mais proporções gigantescas, chegando hoje a tornar-se evento oficial.
Mas o que seria a marcha? Realmente tem o objetivo de proclamar o nome de Jesus?

Eu nunca havia participado de uma, mas este ano senti curiosidade de conferir de perto. Aproveitei para chegar no final, pois no palco principal (após os trios elétricos), o cantor David Quinlan se apresentaria.

Cheguei ao local por volta das 18:40 com minha esposa, e uma multidão descia na avenida caminhando.Paramos um pouco e logo atrás vinha um trio (eram mais ou menos 6), com outra multidão pulando ao ritmo de carnaval (pagode e axé ditos evangélicos), mal dá para entender o que cantam, mas o ritmo é idêntico ao do carnaval, se ficasse por aí seria bom, mas as danças também eram as mesmas, com direito a requebrados e descer até o chão.

Seguimos para o palco central, ficamos atrás, distantes do aglomerado que euforico requebrava alí, imaginei que fosse o show do Calypso. Uma moça cantava nesse estilo sensual, e para nosso espanto, as irmãs dançavam iguaizinhas a Joelma e suas dançarinas, jovens requebravam e um deles arriscou o gritinho da Joelma: “Calypsoooooo”.

A cantora vez em quando falava alguma dessas frases evangélicas manjadas:
-Quem é de Jesus awe?
-Euuuuuuuuu gritava a multidão eufórica.

Nesse interim, vi jovens ficarem (sabe aquela coisa que acontece em evento secular? de beijar sem compromisso quem você acabou de conhecer? É disso que falo). Tudo igualzinho a show mundano.
De repente minha esposa chama minha atenção para uma mulher que estava com a linda camisa da marcha pra Jesus, mas…com um cigarro na boca.

Perguntei a um dos coordenadores se aquela camisa estava sendo vendida. Ao perceber o motivo da pergunta, ele respondeu que naquele meio havia muito “não-evangélico”, inclusive ele havia visto 5 jovens correndo atrás do trio com 1 litro de 51 (cachaça), bebendo durante o trajeto.

Todos sabem como se dança o Caypso, pois bem, estavam todos no requebrado, de repente a própria cantora teve um momento de lucidez e falou:
-Cuidado com esse requebrado aí irmã, vamos expulsar essa sensualidade em nome de Jesus.

A pergunta que me veio a mente foi: como dançar ritmos sensuais sem sensualidade? Me perdoe os que acreditam que Deus criou todos os ritmos, mas creio que alguns simplesmente não se encaixam em nossa liturgia.

Nessa altura, eu ja estava me sentindo mal. Não vi pessoa louvando a Deus, mas presenciei pessoas apenas dando vazão a carne, a bagunça, a molecagem, e o pior: usando o nome de Jesus!
Finalmente chegou a vez de David Quinlan subir ao palco, e nesse momento as mascaras cairam. Quem conhece David, sabe que ele é um adorador. Iniciou com uma musica agitada, as pessoas começaram com a gritar, e em seguida David falou:
-Se vocês voltarem pra casa da mesma maneira que vieram, esses shows e essa marcha para nada serviu. Nem eu nem os que cantaram aqui são nada. O importante é Jesus e o que ele pode fazer por você, mas ele so vai fazer se você permitir.

Então começou a entoar seus cânticos de louvor, poucos braços se levantaram para adorar ao Senhor de verdade, David percebeu, e por diversos momentos aplicou a palavra de Deus ali naquele meio. Ai final fez um apelo, mas não foi direcionado aos incrédulos, e sim aos “crentes”.

Resumindo, tirando David Quinlan, o que percebi na marcha foi bagunça, pessoas arrastando o nome de Jesus na lama com seu mal testemunho, carnalidade, sensualidade, politicos de plantão se articulando atrás de votos, e cantores nada conhecidos que estavam ali mais para promover seus cds ou suas bandas do que verdadeiramente falar do evangelho de Cristo.

Por fim, convido a você que leu esse texto, a assistir o documentário “Duas Marchas”(…). Ele mostra um grupo de irmãos que sempre vão a marcha para tentar chamar a atenção das pessoas para a mensagem do evangelho simples de Jesus. (…)

Vejam o que é uma verdadeira marcha pra Jesus:

Fonte: Blog do Ismael Moura

Anúncios
Esse post foi publicado em Igreja e igreja, Mundinho gospel e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Um outro olhar: Marcha pra Jesus? Pra Jesus mesmo?

  1. Paulo disse:

    Um site dos membros da Igreja Renascer falou do protesto de vcs http://www.folharenascer.webnode.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s