A luz da verdade

“Quando eu olho ao redor eu sonho; quando olho em meu interior eu acordo”

Nesses últimos dias, tive a impressão de que os males se enferveceram em nosso país, em se tratando do mundo espiritual. Temos a volta dos Hernandes, temos a guerra midiática Globo x Record e temos Silas Malafaia em mais um capítulo da série “desconstruindo o Evangelho”.

Apesar de tentar ficar distante desse cenário macabro da realidade evangélica brasileira, não me contive em ter que dar minha opinião, pois em meio a esse caos só restam às pedras clamarem.

Primeiramente é preciso deixar claro que a guerra Globo-Record não é uma guerra espiritual, como muitos dizem, pois o Sr. Edir Macedo sequer se lembra de que o Brasil é formado por centenas ou milhares de outras denominações, vivendo um oásis espiritual particular. Dentro da história da existência da tevê Record, ela nunca foi um canal de televisão evangélico. O Sr. Macedo e o seu reinado encontrou um adversário à altura. A briga é por dólares, euros, espaço no mundo da comunicação. É preciso destacar que o Sr. Macedo sempre se destacou mais por seus dotes empresariais do que por seus dotes ministeriais. Por isso, é preciso que os verdadeiros protestantes da nação brasileira estejam fora dessa briga “de cachorros grandes”.

No atual contexto político-social e agora religioso do Brasil, fica difícil acreditar que o slogan criado pelo Sr. Hernandes se concretize. Está difícil acreditar que o Brasil será do Senhor Jesus, a não ser que surja um alto-executivo com posses, com lobby suficientes para agradar a muitos sanguessugas do contexto evangélico brasileiro, e que de forma irônica tenha o nome de Jesus.

Sem contar nesse contexto o Sr. Silas Malafaia Macgyver, com suas incríveis e mirabolantes formas de justificar o seu Evangelho da vitória do Eu. Com as profetadas do “raposa-velha” Morris Cerullo, tenta trazer para si a mesma fórmula de Hernandes e Macedo para o crescimento financeiro. 

Nesse contexto, em meio a pedidos de minha opinião sobre os fatos, me veio em mente o livro de Caio Fabio com um título bastante sugestivo para todos que estão nauseando com tudo o que vemos e ouvimos. Nas primeiras páginas desse livro, o Pr. Caio traz um “glorio-ossário”, definindo o que é igreja: “Igreja com I maiúsculo corresponde ao que Jesus e o Novo Testamento definem como igreja; ou seja, o encontro com Deus e um com os outros em nome de Jesus e em acordo de fé com o Evangelho. Agora ‘igreja’ (entre aspas) é a representação histórico-institucional do fenômeno histórico, social, econômico, político e culturalmente auto definido como ‘igreja’, e que tem uma hierarquia (clero), sigla (denominação), geografia fixa (prédio) e membros sócios! Ou seja: a igreja que se identifica pelo marketing e pela mídia.”

De forma bastante irônica, o Pr. Caio também define o que evangélico: “é o ente que crê no Evangelho e que crê na salvação em Jesus conforme a Graça revelada em Cristo. Por exemplo, o Ap. Paulo era um genuíno evangélico”. Porém, há também o “evangélico”: “é o ente que se utiliza da fé em Jesus através da mediação da ‘igreja evangélica’, que é a autodefinição coletiva dos cristãos, que nem sempre confiam ou gostam uns dos outros, mas que só se enxergam coletivamente sob esse guarda-chuva furado debaixo para cima pelas pontas afiadas dos guarda-chuvas menores que cada um usa para garantir sua própria proteção enquanto aniquila o que confessa como devoção: o Evangelho!”

Dentre esses, há a definição de discípulo de Jesus: “é o ser que apesar de se reconhecer relativo, se sabe pela fé na Graça de Deus que gera o dom da fé, como alguém que é irreversivelmente de Jesus e que aprendeu que o caminho acontece na companhia de irmãos, que sempre sujam os pés na jornada, por isso lavam os pés uns dos outros em nudez, mas que crêem que quem já está limpo pela Palavra de Cristo não necessita lavar senão somente os pés”.

Com isso, defino que alguns homens ditos ou proclamados como profetas, bispos, apóstolos, pastores necessitam se redescobrir dentro desses conceitos. O Ap. Paulo proclamou: “sede meus imitados como eu sou de Cristo” (1 Co 11.1). Pergunto: seria possível imitar a algum dos homens acima citados ou ainda outros em evidência?

O Evangelho da barganha, o Evangelho do toma-lá-dá-cá nos faz perder a figura central do Cristo e de Sua Escritura. O Evangelho midiático nos faz ver homens e mulheres em busca incansável da autopromoção de suas performances a fim de satisfazer seus egos. Esse é o Evangelho da causa e do efeito, das fórmulas mágicas, do magnetismo centralizado em coisas, em formas. Tudo tem que ser palpável. É um Evangelho que não transcende, não leva à reflexão, não produz crescimento e nem produz novos nascimentos. Não traz o ser humano ao encontro consigo e com seu Criador.

Alguém já ouviu algum sermão dos ditos profetas da mídia, que destaquem a degradação humana, as questões ecológicas, as questões sócio-políticas, a degradação sócio-econômica dos milhões e milhões de miseráveis ao redor do mundo? Alguém me citaria um sermão que fale da bioética, citando os inúmeros que sofrem em decorrência das indefinições incompetentes e ignorantes da igreja em relação às células-tronco? Algum desses homens trouxe alguma contribuição em questões como o aborto, a prostituição infantil, a homossexualidade sem homofobia, as questões tecnológicas que aos poucos estão criando exércitos de analfabetos funcionais? Alguém já viu algum desses senhores conduzindo a opinião pública em prol de lutas sociais, em busca de justiça aos menos favorecidos diante da esmagadora opressão da má distribuição de renda? Algum desses homens poderia espelhar alguns ícones do mundo protestante, como por exemplo Martin Luther King?

Sabe por que isso não é possível? Porque no evangelho da barganha não há lugar para o próximo, pois o grande objetivo é o destaque pessoal. Esse é o evangelho da vitória, onde o fraco é aquele que demonstra sua fragilidade interior. É preciso estar sempre no trono, mesmo que seja através de mentiras, como o casal Hernandes.

Deixo aqui a indicação do livro “Sem Barganhas com Deus” do Pr. Caio que é uma fonte bastante inspiradora para respostas à atual situação. Com tudo isso, retorno novamente à Palavra que traz em destaque maldito o homem que confia no homem. Assim como Paulo, caminho continuamente em busca da estatura do varão perfeito, o Cristo. Voltemos à Palavra e à busca contínua de Sua revelação. A Igreja deve ser a voz profética para o mundo, porém jamais existirá homem ou mulher a ser exaltado. Caminhemos na liberdade de Cristo, porém com nossos pés calcados no Evangelho, com nossos olhos bastante abertos e iluminados pela luz do Seu Santo Espírito.

Em Cristo, Aquele que realmente vive em mim.

Anúncios
Esse post foi publicado em Igreja e igreja e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A luz da verdade

  1. CLAUDIA disse:

    Bom dia Pastor tudo bom?

    Sabe queria se possivel o senhor em ajudasse.
    Esta semana estou com a cabeça cheia de duvidas, ate pelos anos que fiquei sendo enganada espiritualmente.
    Sabe aprendi que nossas palavras tem poder, que quando falamos algo temso que ter cuidado que acontece.
    Semana passada estava com um casal de amigos, o marido da minha amiga falou e pensei uma coisa mas nao vou dizer, pra nao acontecer, eu ele nao e cristao mas pelo que minha amiga ensina a ele, e ela tem me questionado muito isto, sobre palavras, cobertura espirtual, que estou longe de deus porque nao estou em uma igreja com ministerio estas coisas.
    Pastor e certo batalha espiritual? intecessao? estas coisas.
    Ontem minha irma veio me questionar tambem que longe da igreja nossos filhos ele ficam sem rumo,
    Ai ontem estava ensinando minha filha sobre valores, porque tirou umas fotos e ficou consertando tirando falhas eu falando pra ela, que ela e linda e tem que agradecer a deus, valorizar outras coisas e tal, e esta noite sonhei com ela que tinha uns caroços no rosto uma coisa horrivel me arrepia so de lembrar, uams coisas com um tipo uma flor negra, acordei incomodada, e toda hora isot me vem a mente esta me fazendo mau.
    Estou com minha cabeça a mil sem saber o que pensar.

    Obrigado

    Uma otima semana

  2. Luiz Alberto Araújo Bezerra disse:

    SÓ A VERDADE PODE LIBERTAR O HOMEM DO PECADO E DO ERRO.
    Só é enganado com a mentira quem não conhece a verdade. (Luiz Bezerra)
    Creio que a internet foi permitida por Deus, para que: “Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.” (Apocalipse 22 : 11) Na internet encontramos coisas boas e ruins; limpas e sujas, cabe a cada um escolher se quer se sujar ou se santificar.
    Precisamos pedir a Deus o dom de discernir os espíritos (I Coríntios 12 : 10) Amados, não acrediteis em toda expressão inspirada, mas provai as expressões inspiradas para ver se se originam de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo afora.(1 João 4:1) AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
    Irmãos, segundo a Enciclopédia do Mundo Cristão (em inglês), publicada em 1982, o número dos que hoje professam ser cristãos aproxima-se dos 1,5 bilhão em todo o mundo, o que significa 32,8 por cento da população mundial, e o aumento atual é de cerca de 25 milhões por ano. – segundo a enciclopédia acima mencionada – o número de seitas e denominações dentro da cristandade chega a 20.800! (citação do livro O SINAL DOS ÚLTIMOS DIAS – QUANDO?) Sem dúvida, existe muitos falsos profetas espalhados mundo afora, visando unicamente tosquiar as ovelhas de Deus.

    MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; (1 Timóteo 4:1,2)

    Os servos ministeriais não devem ser ávidos de ganho desonesto, mantendo o segredo sagrado da fé em consciência limpa. Sejam honestos, não de língua dobre, não dados a muito vinho, não cobiçosos de torpe ganância;Guardando o mistério da fé numa consciência pura. 1 Timóteo 3:8,9)

    É preciso fechar a boca de tais, visto que estes mesmos persistem em subverter famílias inteiras por ensinarem coisas que não deviam, por causa de ganho desonesto. Os pastores não devem ser ávido de ganho desonesto (Tito 1:7,11) Convém tapar a bocados pastores que são falsos profetas; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.

    Disse o apóstolo Pedro: Pastoreai o rebanho de Deus, que está aos vossos cuidados, não sob compulsão, mas espontaneamente; nem por amor de ganho desonesto, mas com anelo. Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; (1 Pedro 5:2)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s